The place of dwelling in Lucrecia Martel’s and Pablo Trapero’s cinema: anaesthesic landscape or aesthesic space?

Rumores

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title The place of dwelling in Lucrecia Martel’s and Pablo Trapero’s cinema: anaesthesic landscape or aesthesic space?
O lugar da morada no cinema de Lucrecia Martel e de Pablo Trapero: paisagens anestésicas ou espaços estésicos?
 
Creator Fischer, Sandra
Vaz, Aline
 
Subject New Argentine Cinema; La Ciénaga; Leonera; family institution; place of dwelling; anaesthetic landscapes; aesthesic spaces
Novo Cinema Argentino; O pântano; Leonera; instituição familiar; lugar da morada; paisagens anestésicas; espaços estésicos
 
Description The article focuses on the New Argentine Cinema – particularly the films La Ciénaga (Lucrecia Martel, 2001) and Leonera (Pablo Trapero, 2008) – as potency of domestic configurations that imprint in the family institution a post-dictatorial memory in which immobility, exclusions and barriers are the privileged images. It is a cinema that presents paradoxical domestic environments where ambiguous protection/oppression practices proliferate and coexist side by side – revealing family relationships as modes of experience arising from the place of dwelling which may constitute anaesthetic landscapes or aesthesic spaces.
O artigo se ocupa do Novo Cinema Argentino – particularmente dos filmes O pântano (La ciénaga, Lucrecia Martel, 2001) e Leonera (Pablo Trapero, 2008) – como potência das configurações domésticas que inscreve no detalhe da instituição familiar uma memória pósditatorial em que imobilidades, exclusões e barreiras são as imagens privilegiadas. Trata-se de um cinema que apresenta ambientes domésticos paradoxais, nos quais proliferam e convivem, lado a lado, práticas ambíguas de acolhimento/abrigo e de repressão/opressão – revelando as relações familiares como modos de experiências advindas do lugar da morada, que poderá se constituir em paisagem anestésica ou em espaço estésico.
 
Publisher Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
 
Contributor

 
Date 2018-06-22
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion


 
Format application/pdf
 
Identifier http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/143686
10.11606/issn.1982-677X.rum.2018.143686
 
Source RuMoRes – Online Magazine on Communication, Language and Media; v. 12, n. 23 (2018); 221-241
Rumores; v. 12, n. 23 (2018); 221-241
1982-677X
 
Language por
 
Relation http://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/143686/140913
/*ref*/ANDERMANN, Jens. Nuevo cine argentino. Ciudad Autónoma de Bueno Aires: Paidós, 2015.
/*ref*/AUGÉ, Marc. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. São Paulo: Papirus Editora, 2007.
/*ref*/BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
/*ref*/CARLOS, Ana Fani Alessandri. Espaço-tempo na metrópole: a fragmentação da vida cotidiana. São Paulo: Contexto, 2001.
/*ref*/FISCHER, Sandra. Clausura e compartilhamento: a família no cinema de Carlos Saura e de Pedro Almodóvar. São Paulo: Annablume, 2006.
/*ref*/FLOCH, Jean-Marie. Alguns conceitos fundamentais em Semiótica Geral. Documentos de Estudo do Centro de Pesquisas Sociossemióticas. São Paulo: Centro de Pesquisas Sociossemiótica, 2001.
/*ref*/FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento de uma prisão. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.
/*ref*/GREIMAS, Algirdas Julien. Da imperfeição. São Paulo: Hacker Editores, 2002.
/*ref*/HEIDEGGER, Martin. Os pensadores: Martin Heidegger - Conferências e escritos filosóficos. São Paulo: Nova Cultural: 1979.
/*ref*/LACAN, Jacques. Os complexos familiares. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.
/*ref*/LEONERA. Direção: Pablo Trapero. Produtora: Matanza Cine. Argentina. 2008. DVD (113 min).
/*ref*/LOPES, Denílson. No coração do mundo: paisagens transculturais. Rio de Janeiro: Rocco, 2012.
/*ref*/MOLFETTA, Andrea. Cinema argentino: a representação reativada (1990-2007). In: Batista, M; Mascarello, F. (Org.). Cinema mundial contemporâneo. Campinas, SP: Papirus, 2012, p. 177-1992.
/*ref*/O PÂNTANO. Direção: Lucrecia Martel. Produtora: Lita Stantic. Argentina. 2001. DVD (103 min). La Ciénaga.
/*ref*/O TEMPO e o Modo: Lucrecia Martel. Graça Castanheira. PopFilmes: 2012. 25 min. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EkLOf4HicZ8 Acesso em: 14 jun. 2017.
/*ref*/SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: Hucitec, 1988.
/*ref*/QUÉRÉ, Louis. O caráter impessoal da experiência. In: LEAL, Bruno Souza; MENDONÇA Carlos Camargo; GUIMARÃES, César (Org). Entre o sensível e o comunicacional. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010, p. 19-38.
/*ref*/UCHÔA, Fabio Raddi; TAÑO, Débora. A cidade e o campo no nuevo cine argentino: Mundo Grua (1999) e o cinema de Pablo Trapero. Revista Novos Olhares (USP), v. 5, p. 1-18, 2016. Disponível em http://www.revistas.usp.br/novosolhares/article/view/118879. Acesso: 17 de jun. 2017.
/*ref*/XAVIER, Ismail. A janela do cinema e a identificação. In: _________. (Org.). O discurso cinematográfico. Rio: Paz e Terra, 2005, p. 17-25.
 
Rights Direitos autorais 2018 RuMoRes
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library