Transition between careers: the need for new identities

Olimpianos - Journal of Olympic Studies

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Transition between careers: the need for new identities
Transición entre carreras: la necesidad de nuevas identidades
Trânsito entre carreiras: a necessidade de novas identidades
 
Creator Rubio, Katia
 
Description The process of forming athletes' identities still begins in the youth categories, during adolescence. Unlike other social groups that develop professional skills, the athlete has their time dedicated to training and competing, becoming alienated from other forms of socialization. Sports professionalization began in Brazil during the 1980s. This movement generated profound changes not only in the exercise of the profession of athlete, but also in the constitution of the identity of this professional who has a short productive trajectory and early retirement, compared to other professions. The so-called career transition, the athlete's retirement has profound consequences in the lives of those people who are used to having social visibility, public harassment, and recognition for their achievements, which are not common to average citizens. Volleyball was the first professional sport in the country, serving as an example to other institutions. However, this pioneering spirit was not reflected in the athletes' preparation to withdraw from competitive life. In 2021, for the first time, the Brazilian Volleyball Confederation prepared a career transition program for athletes who competed in professional court and beach tournaments. The objective of this research is to analyze how the career transition process takes place between volleyball and beach volleyball athletes and the construction of a new identity after moving away from competitive life.
El proceso de formación de la identidad de los deportistas aún comienza en las categorías juveniles, durante la adolescencia. A diferencia de otros grupos sociales que desarrollan habilidades profesionales, el deportista tiene su tiempo dedicado a entrenar y competir, alejándose de otras formas de socialización. La profesionalización deportiva se inició en Brasil durante la década de 1980. Este movimiento generó profundos cambios no solo en el ejercicio de la profesión de deportista, sino también en la constitución de la identidad de este profesional que tiene una corta trayectoria productiva y jubilación anticipada, en comparación con otras profesiones. . La llamada transición de carrera, la jubilación del deportista tiene profundas consecuencias en la vida de aquellas personas que están acostumbradas a tener visibilidad social, acoso público y reconocimiento por sus logros, que no son comunes al ciudadano medio. El voleibol fue el primer deporte profesionalizado en el país, sirviendo de ejemplo a otras instituciones. Sin embargo, este espíritu pionero no se reflejó en la preparación de los atletas para retirarse de la vida competitiva. En 2021, por primera vez, la Confederación Brasileña de Voleibol preparó un programa de transición de carrera para los atletas que compitieron en torneos profesionales de cancha y playa. El objetivo de esta investigación es analizar cómo se produce el proceso de transición de carrera entre los deportistas de voleibol y voleibol de playa y la construcción de una nueva identidad después de alejarse de la vida competitiva.
O processo de formação de identidade de atletas tem início ainda nas categorias de base, durante a adolescência. Diferentemente de outros grupos sociais que desenvolvem habilidades profissionais e pessoais ao longo da existência, o atleta tem seu tempo dedicado a treinar e competir, ficando alienado de outras formas de socialização. O resultado dessa dedicação é a crise de identidade vivida no processo de transição de carreira que ocorre no auge da vida adulta, quando essas pessoas se veem obrigadas a iniciar uma nova carreira profissional, momento em que outras pessoas, da mesma faixa etária, caminham para a maturidade profissional. A profissionalização esportiva começou no Brasil ao longo da década de 1980. Esse movimento gerou profundas transformações não apenas no exercício da profissão de atleta, mas também na constituição da identidade desse profissional que tem uma trajetória produtiva curta e uma aposentadoria precoce, se comparada a outras profissões. Denominada transição de carreira a aposentadoria do atleta tem desdobramentos profundos na vida dessas pessoas acostumadas a ter visibilidade social, assédio público e reconhecimento por seus feitos, pouco comuns aos cidadãos médios. Se a profissionalização representa a possibilidade de uma carreira no esporte como em qualquer outra profissão é necessário considerar que em outras especialidades a aposentadoria ocorre por tempo de serviço, seguindo leis do trabalho que garantem rendimentos pelo sistema previdenciário, mas não no caso de atletas, uma vez que essa profissão não é reconhecida pelas leis brasileiras. O voleibol foi a primeira modalidade esportiva profissionalizada no país, servindo de exemplo a outras instituições. Entretanto, esse pioneirismo não se refletiu na preparação dos atletas para se retirar da vida competitiva. Em 2021, pela primeira vez a Confederação Brasileira de Voleibol preparou um programa de transição de carreira para atletas que competiram nos torneios profissionais de quadra e praia. O objetivo dessa pesquisa é analisar como se dá o processo de transição de carreira entre 20 atletas de voleibol e vôlei de praia e a construção da nova identidade após o distanciamento da vida competitiva. Essa será uma pesquisa quali-quanti que se utilizará do método biográfico, avaliação psicológica e de carreira, além de intervenções individuais e grupais. Espera-se com esse programa desenvolver um modelo de transição de carreira para atletas que vivem a profissionalização no Brasil.
 
Publisher Olimpianos
 
Date 2021-10-12
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
 
Format application/pdf
 
Identifier http://olimpianos.com.br/journal/index.php/Olimpianos/article/view/132
10.30937/2526-6314.v5.id132
 
Source Olimpianos - Journal of Olympic Studies; Vol 5 (2021); 152-166
Olimpianos - Journal of Olympic Studies; Vol. 5 (2021); 152-166
Olimpianos - Journal of Olympic Studies; v. 5 (2021); 152-166
2526-6314
 
Language por
 
Relation http://olimpianos.com.br/journal/index.php/Olimpianos/article/view/132/98
 
Rights Copyright (c) 2021 Olimpianos - Journal of Olympic Studies
http://creativecommons.org/licenses/by/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library