Considerações sobre o Fundamentalismo Religioso a partir da Crítica Freudiana à Religião

Revista Subjetividades

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Considerações sobre o Fundamentalismo Religioso a partir da Crítica Freudiana à Religião
 
Creator Oliveira, Thiago Araujo
 
Subject Psicanálise; Psicologia Social; Sociologia
fundamentalismo; Freud; religião; psicanálise.
 
Description Baseado em uma revisão de literatura, este artigo objetiva abordar o fundamentalismo religioso por meio de uma crítica embasada na teoria freudiana, mas, sobretudo, na abordagem de Freud sobre a religião, articulada com ideias de alguns estudiosos do tema. Em sua obra, Freud não tratou sobre o fundamentalismo religioso, contudo, seu pensamento pode ser tomado como um aporte teórico que contribui para a compreensão desse fenômeno contemporâneo alardeador. Por se tratar de uma forma de religiosidade complexa, que tem ganhado influência social e força política em âmbito nacional e mundial, fazem-se oportunas intervenções críticas sobre o fundamentalismo a partir de várias áreas do saber, como a psicanálise freudiana. As reflexões desenvolvidas ajudam a perceber como a ânsia pelo poder, a agressividade, a intolerância e a intransigência dos movimentos fundamentalistas podem ser compreendidas por meio do dinamismo pulsional que move indivíduos e grupos agregados por identificações ideológicas.
 
Publisher Universidade de Fortaleza
 
Contributor
 
Date 2021-10-05
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier https://periodicos.unifor.br/rmes/article/view/e10333
10.5020/23590777.rs.v21i2.e10333
 
Source Revista Subjetividades; v. 21, n. 2 (2021); Publicado online: 05/10/2021
2359-0777
2359-0769
 
Language por
 
Relation https://periodicos.unifor.br/rmes/article/view/e10333/pdf
https://periodicos.unifor.br/rmes/article/downloadSuppFile/e10333/5914
https://periodicos.unifor.br/rmes/article/downloadSuppFile/e10333/5915
/*ref*/Alves, R. (1979). Protestantismo e Repressão. São Paulo: Editora Ática.
/*ref*/Armstrong, K. (2001). Em nome de Deus: O fundamentalismo no judaísmo, no cristianismo e no islamismo (H. Feist, Trad.). São Paulo: Companhia das Letras.
/*ref*/Bobbio, N., Matteucci, N., & Pasquino, G. (1998). Dicionário de Política (Vol. 1, 11ª ed., C C. Varriale, Trad.). Brasília: Editora da Universidade de Brasília.
/*ref*/Bonome, J. R. (2009). Fundamentalismo religioso e terrorismo político. Goiânia: Editora da Universidade Católica de Goiás.
/*ref*/Christo, C. A. L. (2016, 06 dezembro). Por que fizemos opção pelos pobres (e eles pelo neopentecostalismo…)? Le Monde Diplomatique. Link
/*ref*/Coleman, J. A. (1992). Fundamentalismo global: Perspectivas sociológicas. Concilium, 241, 53-65.
/*ref*/Collins, J. J. (2006). A bíblia justifica a violência? (W. E. Lisboa, Trad.). São Paulo: Paulinas.
/*ref*/Defoe, D. (2001). As aventuras de Robson Crusoé. Porto Alegre: L&PM.
/*ref*/Durkheim, E. (1989). As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Paulus.
/*ref*/Enriquez, E. (2001). O fanatismo religioso e político. In E. Enriquez, J. Dubost, A. Lévy & A. Nicolaï (Orgs.), Psicossociologia: Análise social e intervenção (pp. 75-89, M. N. M. Machado, Trad.). Belo Horizonte: Autêntica.
/*ref*/Feuerbach, L. (1989). Preleções sobre a essência da religião. Campinas: Papirus.
/*ref*/Freud, S. (2006a). Reflexões para os tempos de guerra e de morte. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 14, pp.281-312). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1915)
/*ref*/Freud, S. (2006b). Psicologia de grupo e análise do ego. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 18, pp. 77-154). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1921)
/*ref*/Freud, S. (2006c). O problema econômico do masoquismo. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 19, pp.173-188). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1924)
/*ref*/Freud, S. (2006d). O futuro de uma ilusão. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 11-63). Rio de Janeiro: Imago (Originalmente publicado em 1927)
/*ref*/Freud, S. (2006e). O mal estar na civilização. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 21, pp. 65-148). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1930)
/*ref*/Freud, S. (2006f). Novas conferências introdutórias sobre psicanálise: Conferência 31: A dissecção da personalidade psíquica. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 22, pp. 63-84). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1933)
/*ref*/Freud, S. (2006g). Novas conferências introdutórias sobre psicanálise: Conferência 32: Ansiedade e vida instintual. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 22, pp. 85-112). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1933)
/*ref*/Freud, S. (2006h). Novas conferências introdutórias sobre psicanálise: Conferência 35: A questão de uma Weltanschauung. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 22, pp. 155-177). Rio de Janeiro: Imago (Originalmente publicado em 1933)
/*ref*/Freud, S. (2006i). Moisés e o monoteísmo. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 23, pp. 13-150). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1938)
/*ref*/Freud, S. (2006j). Esboço de psicanálise. In J. Strachey (Ed.), Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (Vol. 23, pp. 151-221). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1938)
/*ref*/Garcia-Roza, L. A. (1990). O mal radical em Freud. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.
/*ref*/Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2010). Número de católicos cai e aumenta o de evangélicos, espíritas e sem religião. Rio de Janeiro: IBGE. Link
/*ref*/Lacan, J. (2005). O triunfo da religião: Precedido de Discurso aos Católicos (A. Teles, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar. (Originalmente publicado em 1974)
/*ref*/Lacan, J. (2008). O seminário, livro 7: A ética da psicanálise (2ª ed.). Rio de Janeiro: Jorge Zahar. (Originalmente publicado em 1960)
/*ref*/Mannheim, K. (1982). O significado do conservantismo. In M. M. Foracchi (Org.), Mannheim: Sociologia (pp. 107-136). São Paulo: Ática.
/*ref*/Morano, D. C. (1998). Orar depois de Freud (O. S. Moreira, Trad.). São Paulo: Loyola.
/*ref*/Nietzsche, F. W. (2012). A gaia ciência (P. C. Souza, Trad.). São Paulo: Companhia das Letras.
/*ref*/Oro, P. I. (1996). O outro é o demônio: Uma análise sociológica do fundamentalismo. São Paulo: Paulus.
/*ref*/Poel, F. V. D. (2013). Dicionário da religiosidade popular: Cultura e religião no Brasil. Curitiba: Nossa Cultura.
/*ref*/Porto, H., & Schlesinger, H. (1995). Dicionário enciclopédico das religiões. Petrópolis: Vozes.
/*ref*/Woolf, V. (2013). Orlando. São Paulo: Editora Landmark.
 
Rights Direitos autorais 2021 Revista Subjetividades
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library