ACORDOS MARCO GLOBAIS: UM INSTRUMENTO AO SINDICALISMO GLOBALIZADO

Teoria Jurídica Contemporânea

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title ACORDOS MARCO GLOBAIS: UM INSTRUMENTO AO SINDICALISMO GLOBALIZADO
 
Creator Gerelli, Daniela Costa
Krein, Jose Dari
 
Subject Direito do Trabalho. Sindicalismo.
Sindicalismo; Ação Coletiva; Globalização; Acordos Marco Globais
Sindicalismo Globalizado. Acordos Marco Globais.
 
Description RESUMO: As transformações do capitalismo contemporâneo expressados na globalização financeira, nos avanços tecnológicos e nas práticas neoliberais de flexibilização das relações de trabalho, acompanhadas de uma reorganização da estrutura produtiva, impactaram na representatividade sindical, no enfraquecimento de sua estrutura organizacional e financeira. Muitos debates surgem para discutir a perspectiva do sindicalismo. Considerando a elaboração da teoria da revitalização, a hipótese possível, apesar dos imensos obstáculos e desafios, é que há novas formas de ação e organização. Neste sentido, o presente artigo não pretende esgotar todas as reflexões que vislumbram o processo de retomada das ações sindicais, mas apesar exemplificar possibilidades a partir de dois exemplos:  as perspectivas dos acordos marco globais e de ações coletivas de trabalhadores da era digital.
 
Publisher Programa de Posgrado en Derecho de la Universidad Federal de Rio de Janeiro
 
Contributor
 
Date 2021-06-30
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier https://revistas.ufrj.br/index.php/rjur/article/view/e41913
10.21875/tjc.v6i0.41913
 
Source Teoria Jurídica Contemporânea; v. 6 (2021): Publicação Contínua
Teoria Jurídica Contemporânea; v. 6 (2021): Publicação Contínua
Teoria Jurídica Contemporânea; v. 6 (2021): Publicação Contínua
2526-0464
10.21875/tjc.v6i0
 
Language por
 
Relation https://revistas.ufrj.br/index.php/rjur/article/view/e41913/24147
/*ref*/ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: Emir Sader e Pablo Gentili (org.) Pós-neoliberalismo. São Paulo: Paz e Terra, 1995.
/*ref*/ARAUJO, Ariella Silva. Da Solidariedade Internacional à Institucionalização da Parceria: a experiência do Comitê Mundial de Trabalhadores da Volkswagen AG e Daimler AG. 2019. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas/SP, 2019.
/*ref*/BAYLOS, Antonio. Un instrumento de regulación: Empresas transnacionales y acuerdos marco globales. Cuadernos de Relaciones Laborales. Vol. 27 núm. 1, 2009.
/*ref*/BAGLIONI, G. As Relações Industriais na Europa nos anos 80, in CESIT, O Mundo do Trabalho, crise e mudança no final do século, Scritta, São Paulo, 1994.
/*ref*/BELLUZZO, L.Gnzaga. O Trabalho tem futuro? São Paulo: Carta Capital, julho de 2020. Disponível em: <https://www.cartacapital.com.br/artigo/o-trabalho-tem-futuro/>. Acesso em: 03 maio 2021.
/*ref*/BELLUZZO, L. Gonzaga. O capital e suas metamorfoses. São Paulo. Ed. Unesp, 2013.
/*ref*/BELLUZZO, L. Gonzaga. A internacionalização recente do regime do capital. Campinas: CESIT/IE/UNICAMP – Carta Social e do Trabalho 27 – julho/setembro de 2014.
/*ref*/BOLTANSKI, L. e CHIAPELLO. È. O novo espírito do capitalismo. Ivone C. Benedetti (trad.). São Paulo: Martins Fontes, 2009.
/*ref*/BOIX LLUCH, Isidor. El Acuerdo Marco Global de Inditex, una práctica de Acción Sindical Global. Nuevo Balance2 tras la firma de su renovación y ampliación en 2019, 2019. Disponível em: http://iboix.blogspot.com/2019/12/el-acuerdo-marco-global-de-industriall.html e https://industria.ccoo.es/9116a8d7868dc43b392c77597340ed55000060.pdf, (último acesso em 17/04/2021).
/*ref*/BRAGA, Jose Carlos de Souza. Financeirização global. O padrão sistêmico de riqueza do capitalismo contemporâneo. In: Poder e dinheiro – Uma economia política da globalização. Maria da Conceição Tavares e Jose Luís Fiori (Organizadores). – Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.
/*ref*/BRIDI, Maria Aparecida. Teletrabalho em tempos de pandemia e condições objetivas que desafiam a classe trabalhadora, In: A Devastação do trabalho: a classe do labor na crise da pandemia / organização Dalila Andrade Oliveira, Marcio Pochmann. -- 1. ed. -- Brasília : Gráfica e Editora Positiva : CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente, 2020, p.173-205.
/*ref*/BRINO, Vania. Empresas multinacionales y derechos de los trabajadoresentre perfiles críticos y nuevas experiencias reguladoras. Trabajo y derecho: nueva revista de actualidad y relaciones laborales, ISSN 2386-8090, Nº. Extra 10, 2019.
/*ref*/CAMPOS, A.; GALVÃO, A.; LEMOS, P.R.; e TRÓPIA, P.. Ação sindical de trabalhadores em serviços essenciais na pandemia de covid-19 no brasil 315 p. 313-314. In. KREIN, JD. et al (orgs.) O Trabalho pós reforma trabalhista de 2017. CESIT: Campinas, 2021.
/*ref*/CAMPOS, Anderson de S.. Sindicalismo na pandemia: em busca de legitimidade e protagonismo. In: A Devastação do trabalho : a classe do labor na crise da pandemia / organização Dalila Andrade Oliveira, Marcio Pochmann. -- 1. ed. -- Brasília : Gráfica e Editora Positiva : CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação e Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente, 2020, p.55-82.
/*ref*/CAPITÁN, Luis Perez. La Controvertida delimitacion del trabajo autónomo y assalariado – el trade y el trabajo en las plataformas digitales. Editorial Aranzadi: Pamplona, 2019.
/*ref*/CASSIOLATO, José E. Empresas Transnacionais e o Desenvolvimento Tecnológico Brasileiro: Uma introdução ao artigo “Present International Patterns of Foreign Direct Investiment: Undrlying Causes ande Some Policy Implications for Brasil” Rev. Econ. Contemp., Rio de Janeiro, v. 17, n. 3, p. 365-375, set-dez/2013.
/*ref*/CASTILLO, Mario, GLICO, Nicolo e ROVIRA, Sebastian. La política industrial 4.0 en America Latina. In: CIMOLI, Mario et al (orgs). Políticas industriales y tecnológicas em America Latina. Santiago: CEPAL/ONU, 2017.
/*ref*/COLOMBI, Ana Paula Fregnani. KREIN, Jose Dari. As mudanças no sistema financeiro e as estratégias da ação sindical: O caso do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Sociol. Antropol. – Rio de Janeiro, v.06.02:469-496, Agosto, 2016.
/*ref*/COLOMBI, Ana Paula Fregnani. A institucionalização do consenso: atuação da CUT e da FS nos governos do PT (2003-2014). Tese (Doutorado na área de Desenvolvimento Econômico, na área de Economia Social e do Trabalho) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia. Campinas/SP, 2018.
/*ref*/COSTA, Hermes Augusto. Defender o trabalho para proteger as pessoas: os desafios da intervenção sindical. In: Trabalho sem Fronteiras?: O papel da Regulação. (Capítulo 12)/ coord. Manuel M. Roxo. Ed. Edições Medina, Coimbra, 2017.
/*ref*/D´ANGELO, Isabele Moraes; ESTEVES, Fábio Porto. A sociedade do desenvolvimento e a crise do sindicalismo contemporâneo. Revista Espaço Acadêmico, Vol 19, Iss 221, 2020.
/*ref*/FERNANDES, Florestan. Marx, Engels, Lenin: história em processo. – 1.ed. – São Paulo: Expressão Popular, 2012.
/*ref*/FERNANDÉZ, María Luz Rodríguez. Sindicalismo y Negociación Colectiva 4.0. Temas laborales: Revista andaluza de trabajo y bienestar social, ISSN 0213-0750, Nº 144, 2018.
/*ref*/FICHTER, J. ET. AL. Globalización de las relaciones laborales ¿En buen camino con los acuerdo marco? Fundación Friedrich Ebert. ISBN 978-3-86498-379-5. Noviembre, 2012.
/*ref*/FREGE, Carola; KELLY, John. Varieties of Unionism: Strategies for Union Revitalization in a Globalizing Economy. Oxford University Press, 2004.
/*ref*/GALVÃO, Andreia. A contribuição do debate sobre a revitalização sindical para a análise do sindicalismo brasileiro. Miolo_Rev_critica_Marxista-38, 2014.
/*ref*/GORZ, André. Metamorfosis del Trabajo. Tradução: Ana Montoia Annablume – Metamorfoses do Trabalho Busca do Sentido – Crítica da Razão Econômica. Madrid: Ed. Sistema, 1995.
/*ref*/GUAMAN, Adoración. Del Documento de Elementos al Draft 0: apuntes jurídicos respecto del posible contenido del Proyecto de Instrumento Vinculante sobre empresas transnacionales y otras empresas con respecto a los derechos humanos. Revista de Direito Internacional (DOI: 10.5102/rdi.v15i2.5360). October 2018.
/*ref*/HENNEBERT, Marc-Antonin. Os acordos-marco internacionais e as alianças sindicais internacionais: instrumentos de uma necessária transnacionalização da militância sindical. Sociologias, Porto Alegre, ano 19, no 45, mai/ago de 2017.
/*ref*/INDUSTRIALL. Reportagem IndustriALL e Inditex criam um comitê sindical global. Publicado em 13/11/2019. Disponível em: http://www.industriall-union.org/es/industriall-e-inditex-crean-un-comite-sindical-mundial . Acesso em: 08 mai. 2021.
/*ref*/INDUSTRIALL. Reportagem O Comitê Sindical Global da Inditex realiza sua primeira reunião. Publicado em 26/06/2020. Disponível em: http://www.industriall-union.org/es/el-comite-sindical-global-de-inditex-celebra-su-primer-reunion . Acesso em: 08 mai. 2021.
/*ref*/MALO, Miguel Angel. Nuevas formas de Empleo: Del Empleo atípico a las Plataformas Digitales. Papeles de economía española, ISSN 0210-9107, Nº 156, 2018 (Exemplar dedicado a: Los problemas del mercado de trabajo y las reformas pendientes).
/*ref*/MELLO E SILVA, Leonardo. FRAMIL FILHO, Ricardo. FRESTON, Raphael. Redes sindicais em empresas transnacionais: enfrentando a globalização do ponto de vista dos trabalhadores. Fundação Friedrich Ebert. Análise n° 5. Setembro, 2015.
/*ref*/MERINO SEGOVIA, Amparo. Las Reformas Laborales neoliberales: incidencia sobre la negociación colectiva y el poder sindical. Jueces para la democracia, ISSN 1133-0627, Nº 95, 2019.
/*ref*/MOLINA NAVARRETE, Cristóbal. DERECHO Y TRABAJO EN LA ERA DIGITAL: ¿»REVOLUCIÓN INDUSTRIAL 4.0» O «ECONOMÍA SUMERGIDA 3.0»? In: EL FUTURO DEL TRABAJO QUE QUEREMOS, Organização Internacional do Trabalho (OIT). Conferência Nacional Tripartita 28 de marzo de 2017, Palacio de Zurbano, Madrid Iniciativa del Centenario de la OIT (1919-2019).
/*ref*/NOGUEIRA, João Paulo Ayres. Impactos da financeirização sobre as empresas não-financeiras brasileiras de capital aberto no período de 1996-2015: como a financeirização impacta o padrão de financiamento e na governança das empresas não-financeiras brasileiras nesse período?. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Economia) - Universidade de Campinas, Campinas/SP, 2016.
/*ref*/NORONHA, E. G. O modelo legislado de relações de trabalho e seus espaços normativos. Universidade de São Paulo, 1998.
/*ref*/OIT – Organização Internacional do Trabalho. Relatório VI - Proteção dos trabalhadores num mundo do trabalho em transformação - Debate recorrente sobre o objetivo estratégico da proteção social (proteção dos trabalhadores), Conferência Internacional do Trabalho 104.ª Sessão, OIT, 2015. Disponível em: https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---europe/---ro-geneva/---ilo-lisbon/documents/publication/wcms_709440.pdf . Acesso em: 16 mai. 2021.
/*ref*/REBELO, Glória. Das recentes alterações ao Código do Trabalho e da necessidade de um fortalecimento do papel da ACT na promoção das condições de trabalho. In: Trabalho sem Fronteiras?: O papel da Regulação. (Capítulo 11)/ coord. Manuel M. Roxo. Ed. Edições Medina. Coimbra: 2017.
/*ref*/SADER, Emir. A construção da Hegemonia pós-neoliberal. In: 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma / Emir Sader (org.). - São Paulo, SP: Boitempo; Rio de Janeiro: FLACSO Brasil, 2013.
/*ref*/SANGUINETI RAYMOND, Wilfredo. ¿La hora del teletrabajo?. Trabajo y Derecho 66/2020 (Junio), n. 66, 1 de jun. de 2020. Editorial Wolters Kluwer. Disponível em: https://wilfredosanguineti.files.wordpress.com/2020/06/tyd_66-2020_opinion-la-hora-del-teletrabajo-wsanguineti.pdf, último acesso: 18/04/2021.
/*ref*/SANGUINETI RAYMOND, Wilfredo. Blog de Wilfredo Sanguineti, Um espaço compartilhado para reflexão sobre o trabalho de ambas as margens. O novo Acordo-Quadro Global Inditex-IndustriALL, 16 de novembro de 2019. Disponível em: https://wilfredosanguineti.wordpress.com/2019/11/16/el-nuevo-acuerdo-marco-global-inditex-industriall/, último acesso: 17/04/2021.
/*ref*/TRILLO PÁRRAGA, Francisco. Economía digitalizada y relaciones de trabajo. Revista de derecho social, ISSN 1138-8692, Nº 76, 2016, páginas 59-82.
/*ref*/UOL. Jacqueline Lafloufa, em 03 de fevereiro de 2020. Pago por clique: a promessa de trabalho remoto da era digital se transformou numa servidão contemporânea. Publicado em 3 de fevereiro de 2020. Disponível em: https://tab.uol.com.br/edicao/servidao-digital/ . Acesso em: 08 mai. 2021.
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library