Native oilseeds as a potential of development by Brazilian biodiversity value chains

Desenvolvimento e Meio Ambiente

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Native oilseeds as a potential of development by Brazilian biodiversity value chains
Potencial de oleaginosas nativas no desenvolvimento de cadeias produtivas da biodiversidade brasileira
 
Creator Sampaio Neto, Oscar Zalla
Batista, Eduardo Augusto Caldas
Meirelles, Antônio José de Almeida
 
Subject Economia dos Recursos Naturais, Políticas Públicas
recursos florestais não madeireiros; sociobiodiversidade; sustentabilidade; óleos vegetais; desenvolvimento científico e tecnológico

local development; non-timber forest resources; sociobiodiversity; sustainability; vegetable oils
 
Description This paper analyze and evaluate Brazilian biodiversity oils as potential triggers for the development of a new value chain of no-timber forest products that will contribute for a transition to bioeconomy. Firstly the paper analyzes the production, processing, and market models of two different vegetable oils. The model based on the olive oil in EU indicates paths for the improvement for Brazilian biodiversity oils value chain. Then, state of art of Brazilian biodiversity oils market and public policies that supports the socio-biodiversity production chain is analyzed. In addition to that, market and technological characteristics of the main raw materials for the production of oils from no-timber forest products are described with emphasis in Brazil nuts and babassu oils. The results indicate that those oils can play a relevant role for the improvement of no-timber forest products value chain, however they have identified a gap of scientific and technological for vegetable oil extraction and refining process. These technological progresses contribute for the Brazilian biomes conservation by adding value in processed products. Beyond the technological and market challenges of Brazilian biodiversity oils production, the value chain still demands institutional, legal, cross-sectorial and trusting framework that encourage actors to overcome the present difficulties of extractive activities. As an example of a cross-sectorial framework, it is possible to mention the personal hygiene and pharmaceutical Brazilian industries. These industries develop a market differentiation by vegetable assets as Brazilian biodiversity oils, extracts and tinctures. For this development demand high investments in RD&I. For the Brazilian characteristics, the partnerships and alliances between companies, universities or research institutes and small local enterprises become relevant. In conclusion, the paper recommend social productive arrangements that integrate cooperatives and associations of local communities, universities and research institutes, industries and government institutions in order to make Brazilian biodiversity a strategic axis for sustainable development. At the local level, this social arrangement could promote decentralized vegetable oil processing units and a specific Ecolabel for the products of the Brazilian socio-biodiversity.
Este artigo analisa e avalia os óleos da biodiversidade brasileira como potenciais indutores para o desenvolvimento de uma nova cadeia produtiva baseada nos produtos florestais não madeireiros e sua contribuição na transição para a bioeconomia. Primeiramente, o trabalho analisa dois modelos diferentes de produção, processamento e mercado de óleos vegetais, sendo um deles, o azeite de oliva na Comunidade Europeia. Este modelo indica caminhos para o aprimoramento da cadeia de valor dos óleos da biodiversidade brasileira. Em seguida, analisa-se o estado da arte do mercado brasileiro de óleos da biodiversidade e das políticas públicas de apoio à cadeia produtiva da sociobiodiversidade. Além disso, são descritas as características mercadológicas e tecnológicas das principais matérias-primas para a produção de óleos de produtos florestais não madeireiros, com destaque para os óleos da castanha-do-brasil e do babaçu. Os resultados indicam que esses óleos podem desempenhar um papel relevante para o aprimoramento da cadeia produtiva dos óleos da biodiversidade brasileira, porém identificou-se uma lacuna científica e tecnológica para o processo de extração e refino desses óleos vegetais. Esses avanços tecnológicos podem contribuir para a conservação dos biomas brasileiros, agregando valor aos produtos processados. Além dos desafios tecnológicos e de mercado para a produção de óleos da biodiversidade brasileira, a organização dessa cadeia de valor ainda exige um arcabouço institucional, legal, intersetorial e de confiança que estimule os atores a superar as atuais dificuldades da atividade extrativista. Como exemplo de quadro intersetorial, as indústrias brasileiras de higiene pessoal e farmacêutica, que conseguem uma diferenciação de mercado pela utilização de ativos vegetais como os óleos, extratos e/ou tinturas, demandam altos investimentos em PD&I e, pelas características brasileiras, ganha relevância as parcerias e alianças entre empresas, universidades e institutos de pesquisa, e pequenas empresas locais. Concluindo, o trabalho recomenda arranjos sócio produtivos que integrem cooperativas e associações de comunidades locais, universidades e institutos de pesquisa, indústrias e instituições governamentais, a fim de tornar a biodiversidade brasileira um eixo estratégico para o desenvolvimento sustentável. No nível local, esse arranjo social poderia promover unidades descentralizadas de processamento de óleos vegetais e um rótulo ecológico específico para os produtos da sociobiodiversidade brasileira.
 
Publisher UFPR
 
Contributor Fapesp, Capes, CNPq

 
Date 2020-12-22
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion




 
Format application/pdf
 
Identifier https://revistas.ufpr.br/made/article/view/71934
10.5380/dma.v54i0.71934
 
Source Desenvolvimento e Meio Ambiente; v. 54 (2020)
Desenvolvimento e Meio Ambiente; v. 54 (2020)
2176-9109
1518-952X
10.5380/dma.v54i0
 
Language por
 
Relation https://revistas.ufpr.br/made/article/view/71934/42612
 
Rights Direitos autorais 2020 Desenvolvimento e Meio Ambiente
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library