Speculative feminism in post-correlationist paths

Teoria Jurídica Contemporânea

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Speculative feminism in post-correlationist paths
Feminismo especulativo nas veredas pós-correlacionistas
 
Creator Souza, Ana Paula Lemes de
 
Subject
Feminist epistemology and ontology; Post-correlationalism; Speculative realism

Teoria feminista
Epistemologia e ontologia feminista; Pós-correlacionalismo; Realismo especulativo.

 
Description ABSTRACT:This paper discusses new possibilities of feminism in the philosophical movement denominated speculative realism, in the Quentin Meillassoux’s perspective, in order to oxygenate contemporary feminist epistemology, which is in metaphysical closure. If, pre-Kant, feminism was enclosed in the objectivist position, with the essentialization of women as imperfect, on the other hand, post-Kant, women are reduced to the subjectivist truth of the epistemic order, generating other essentializations. The article proposes a new vision to think post-correlational feminism, with the rise of another form of ontological reflection: through cosmontology, an understanding of sex, gender and sexuality neither better nor worse, but only different, that provokes the reontologization of the human sciences by the recognition of other spellings and modes of existence.
RESUMO:Este trabalho discute novas possibilidades do feminismo no movimento filosófico denominado realismo especulativo, na vertente de Quentin Meillassoux, de forma a oxigenar a epistemologia feminista contemporânea, que se encontra em clausura metafísica. Se, pré-Kant, o feminismo se encontrava enclausurado na postura objetivista, com a essencialização da mulher como imperfeita, por outro lado, pós-Kant, a mulher se encontra reduzida à verdade subjetivista da ordem epistêmica, gerando outras essencializações. O artigo propõe nova visão para se pensar o feminismo póscorrelacionista, com a ascensão de outra forma de reflexão ontológica: através da cosmontologia, uma compreensão do sexo, do gênero e da sexualidade nem melhor e nem pior, mas apenas diferente, que provoca a reontologização das ciências humanas pelo reconhecimento de outras grafias e modos de existência.
 
Publisher Programa de Pós-Graduação em Direito
 
Contributor

 
Date 2020-11-18
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Avaliado pelos pares
 
Format application/pdf
 
Identifier https://revistas.ufrj.br/index.php/rjur/article/view/24924
10.21875/tjc.v5i2.24924
 
Source Teoria Jurídica Contemporânea; v. 5, n. 2 (2020); 44-71
2526-0464
10.21875/tjc.v5i2
 
Language por
 
Relation https://revistas.ufrj.br/index.php/rjur/article/view/24924/21526
/*ref*/BADIOU, Alain. O ser e o evento. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar: UFRJ, 1996.
/*ref*/BADIOU, Alain; CASSIN, Barbara. Não há relação sexual: duas lições sobre "o aturdido" de Lacan. Tradução de Claudia Berliner. Rio de Janeiro (RJ): Zahar, 2013.
/*ref*/BARROS, Manoel de. O Livro Sobre Nada. Rio de Janeiro: Record, 1997.
/*ref*/BARROS, Manoel. O apanhador de desperdícios. In. PINTO, Manuel da Costa. Antologia comentada da poesia brasileira do século 21. São Paulo: Publifolha, 2006. p. 73-74.
/*ref*/BORGES, Jorge Luis. O jardim de veredas que se bifurcam. In: ______. Ficções. Tradução de Davi Arrigucci Jr. São Paulo (SP): Companhia das Letras, 2005.
/*ref*/BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo II: a experiência vivida. Tradução de Sérgio Milliet. 2. ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1967.
/*ref*/BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo I: fatos e mitos. Tradução de Sérgio Milliet. 4. ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.
/*ref*/BHASKAR, Roy. A realist theory of science. 2. ed. Brighton: Harvester, 1975.
/*ref*/BRASSIER, Ray; GRANT, Ian Hamilton; HARMAN, Graham; MEILLASSOUX, Quentin. "Speculative Realism". In: MACKAY, Robin (Ed.). Collapse: Philosophical Research and Development (3). Falmouth: Urbanomic, 2007. p. 307-450.
/*ref*/BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão de identidade. 8. ed. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.
/*ref*/CEVOLO, Vicente Augusto Gabriel Leite. "As sombras vazias". Revista da Faculdade de Direito do Sul de Minas, v. 32, n. 1, p. 405-416, jan./jun. 2016.
/*ref*/CORTÁZAR, Julio. Bestiário. Tradução de Remy Gorga, filho. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.
/*ref*/DERRIDA, Jacques. Points de suspension: entretiens. Paris: Galilée, 1992.
/*ref*/DERRIDA, Jacques. A farmácia de Platão. Tradução de Rogério da Costa. São Paulo: Iluminuras, 2005.
/*ref*/DERRIDA, Jacques. Esporas: Os estilos de Nietzsche. Tradução de Rafael Haddock-Lobo e Carla Rodrigues. Rio de Janeiro: NAU, 2013A.
/*ref*/DERRIDA, Jacques. Gramatologia. Tradução de Miriam Chnaiderman e Renato Janine Ribeiro. São Paulo: Perspectiva, 2013B.
/*ref*/DERRIDA, Jacques. Essa estranha instituição chamada literatura: uma entrevista com Jacques Derrida. Tradução de Marileide Dias Esqueda. Belo Horizonte: UFMG, 2014.
/*ref*/FEYNMAN, Richard P.; HIBBS, Albert R.; STYER, Daniel F. Quantum Mechanics and Path Integrals: Emended Edition. Mineola, New York: Dover Publications, 2010.
/*ref*/FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: O uso dos prazeres. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. 8. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1998.
/*ref*/FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: A vontade de saber. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. 13. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1999.
/*ref*/FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: O cuidado de si. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque. 8. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2005.
/*ref*/FRASER, Nancy. Justice Interruptus: critical reflections on the “postsocialist” condition. New York & London: Routledge, 1997.
/*ref*/GALLOWAY, Alexander. "The Poverty of Philosophy: Realism and Post-Fordism". Critical Inquiry, v. 39, n. 2, winter 2013. Chicago: The University of Chicago Press. 2013. Disponível em: <http://www.jstor.org/stable/10.1086/668529>. Acesso em: 22 de julho 2018.
/*ref*/GÖDEL, Kurt. On formally undecidable propositions of principia mathematica and related systems. Tradução de B. Meltzer. New York: Dover Publications, Inc., 1992.
/*ref*/HAMLIN, Cynthia Lins. "Ontologia e gênero: realismo crítico e o método das explicações contrastivas". Revista brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 23, n. 67, p. 71-81, jun. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092008000200006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 21 de agosto de 2018.
/*ref*/HARAWAY, Donna. When species meet. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2008.
/*ref*/HAWKING, Stephen; MLODINOW, Leonard. O grande projeto: novas respostas para as questões da vida. Tradução de Mônica Gagliotti Fortunato Friaça. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011.
/*ref*/HEIDEGGER, Martin. A caminho da linguagem. Tradução de Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis/RJ: Vozes. Bragança Paulista/SP: Universitária São Francisco, 2003.
/*ref*/HOOKS, Bell. Feminist theory: from margin to center. London: Pluto Press, 2000.
/*ref*/KOLLONTAI, Alexandra. Selected writings. London: Allison & Busby, 1977. LATOUR, Bruno. Nous n’avons jamais été modernes. Essai d’anthropologie symétrique. Paris: La Découverte, 1991.
/*ref*/LUHMANN, Niklas. "Frauen, Männer und George Spencer Brown". In: Zeitschrift für Soziologie, Jg. 17, Heft 1, Februar 1988. p. 47-71.
/*ref*/MARRAS, Stelio. "Por uma antropologia do entre: reflexões sobre um novo e urgente descentramento do humano". Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 69, p. 250-266, abr. 2018. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/145647/139593>. Acesso em: 14 de dezembro de 2018.
/*ref*/MEILLASSOUX, Quentin. Time without becoming. Edited by Anna Longo. Place of publication not identified: Mimesis International, 2014.
/*ref*/MEILLASSOUX, Quentin.. Después de la finitud: Ensayo sobre la necesidad de la contingencia. Edición a cargo de Florencio Noceti, con prólogo de Alain Badiou e traducción de Margarita Martínez. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Caja Negra, 2015.
/*ref*/PATEMAN, Carole. O contrato sexual. Tradução de Marta Avancini. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.
/*ref*/PLATÃO. O banquete; ou Do amor. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.
/*ref*/POPPER, Karl Raimund. Conhecimento objetivo: uma abordagem evolucionária. Tradução de Milton Amado. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1975.
/*ref*/SAFFIOTI, Heleieth Iara Bongiovani. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.
/*ref*/SAFFIOTI, Heleieth. A mulher na sociedade de classes. Mito e realidade. São Paulo: Expressão Popular, 2013.
/*ref*/STENGERS, Isabelle. "The Cosmopolitical Proposal". In: LATOUR, Bruno; WEIBEL, Peter (Eds.). Making Things Public: Atmospheres of Democracy. Cambridge: MIT Press, 2005. p. 994-1004.
/*ref*/SIMIONI, Rafael Lazzarotto. "O segredo de Kelsen: resenha de um livro imaginário sobre o fim do neoconstitucionalismo no direito brasileiro". Revista Acadêmica da Faculdade de Direito do Recife, [S.l.], v. 90, n. 1, p. 110-136, jun. 2018. ISSN: 2448-2307. Disponível em: <https://periodicos.ufpe.br/revistas/ACADEMICA/article/view/230674/29131>. Acesso em: 08 de agosto 2018.
/*ref*/SOUZA, Ana Paula Lemes de. As tranças de Lilith: feminismo, direito e democracia. Belo Horizonte (MG): Letramento, 2018.
/*ref*/VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Metafísicas canibais: Elementos para uma antropologia pós-estrutural. São Paulo: Ubu Editora, n-I edições, 2018. Google Livros/Páginas originais.
 
Rights Direitos autorais 2020 Ana Paula Lemes de Souza
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library