Linguistics at the end of the Baconian Age, or: Five essentials of ecolinguistics

Ecolinguística: Revista brasileira de ecologia e linguagem

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Linguistics at the end of the Baconian Age, or: Five essentials of ecolinguistics
 
Creator Finke, Peter
 
Subject Ecologia. Teoria da ciência. Ecolinguística. Erros científicos.
 
Description A ecolinguística atual é polifônica, mas, apesar disso, há cinco pontos essenciais compartilhados por muitos pesquisadores que eu acho que estão errados. Minha opinião é a seguinte:
 

o essencial na linguística: O único objetivo razoável da ecolinguística é o progresso na linguística. Eu não consigo ver que isso esteja sendo decididamente a linha geral de investigação. Frequentemente esse não é o caso, em absoluto.
o essencial na ecologia: O estado real da teoria ecológica precisa ser tido como um padrão. Ele se ampliou a partir de suas bases biológicas, mas não na ecolinguística atual.
o essencial na política: O fato de a ecolinguística fazer uma transição do pensar para o agir como único problema acadêmico é uma posição demasiadamente estreita. O papel da sociedade civil é essencial.
o essencial na ciência: A situação da terra requer uma mudança científica fundamental; a maioria dos ecolinguistas não reflete o meta-nível suficientemente. Para mim, esse é o erro central.
o essencial na linguagem: Há um fosso imenso entre o cultivo da diversidade linguística e a prática do “Somente o inglês” vista na ecolinguística de nossos dias. Eu acho que essa prática está errada.

Na minha opinião, as posições predominantes da ecolinguística atual sobre todos esses níveis estão erradas. E elas interagem. Na minha conferência eu comentarei todos eles, enfatizando as interconexões. Para mim, trata-se de uma importante questão de racionalidade. Toda boa ciência deve refletir a interconectividade de objeto-níveis e meta-níveis. Não pode haver nenhuma avaliação racional de uma questão individual sem uma disposição constante para alternar entre esses níveis.
Para entender minha posição, aqui estão algumas informações autobiográficas prévias: estudo de filosofia da linguagem e da ciência em Göttingen, Heidelberg e Oxford; primeira tese ecolinguística em inglês (Nonempirical Linguistics 'Linguística não empírica', incompleta, 1967/1968, em Oxford); encontro com P. F. Strawson e N. Chomsky. Doença durante alguns anos, sendo as publicações seguintes em alemão. Nova tese em Göttingen em 1976 sobre a teoria da ciência, incluindo o capítulo "Talking in the New Paradigm"). Livre-Docência (Habilitation) em 1979, em Bielefeld. Titular (chair) em teoria da ciência em Bielefeld, a partir de 1982. A Teoria Ecolinguística dos Sistemas-Língua-Mundo a partir de 1982 leva à fundação da Escola de Bielefeld. Desapontado com muitos desenvolvimentos ecolinguísticos, a prática do "Somente Inglês" da ciência institucionalizada e a piora da situação da terra, de 2000 em diante eu mudei o foco principal de meu trabalho para a crítica e a política da ciência. Aposentei-me voluntariamente em 2005 devido a uma séria crítica à política da ciência alemã.
 
Publisher Programa de Pós-Graduação em Linguística (UnB-PPGL)
 
Date 2019-10-17
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
 
Format application/pdf
 
Identifier https://periodicos.unb.br/index.php/erbel/article/view/27657
 
Source Ecolinguística: Revista brasileira de ecologia e linguagem (ECO-REBEL); Vol. 5 No. 2 (2019); 05-17
Ecolinguística: Revista brasileira de ecologia e linguagem (ECO-REBEL); v. 5 n. 2 (2019); 05-17
2447-7052
 
Language por
 
Relation https://periodicos.unb.br/index.php/erbel/article/view/27657/23795
 
Rights Copyright (c) 2019 Ecolinguística: Revista brasileira de ecologia e linguagem (ECO-REBEL)
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library