A PRODUÇÃO CAPITALISTA DO ESPAÇO NO CONTEXTO DA FABRICALIZAÇÃO DAS CIDADES: AS RESPOSTAS À CLANDESTINIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHOTHE CAPITALIST PRODUCTION OF SPACE IN THE CONTEXT OF CITY’S MANUFACTURING: THE RESPONSES TO CLANDESTINE LABOR RELATIONS

Duc In Altum - Cadernos de Direito

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title A PRODUÇÃO CAPITALISTA DO ESPAÇO NO CONTEXTO DA FABRICALIZAÇÃO DAS CIDADES: AS RESPOSTAS À CLANDESTINIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHOTHE CAPITALIST PRODUCTION OF SPACE IN THE CONTEXT OF CITY’S MANUFACTURING: THE RESPONSES TO CLANDESTINE LABOR RELATIONS
 
Creator Andrade, Everaldo Gaspar Lopes de
Lira, Fernanda Barreto
Pereira, Maria Clara Bernardes
 
Description Este artigo visa demonstrar as estratégias contemporâneas de acumulação do capital, centrada na mercantilização das cidades. Forma específica de acumulação, baseada na financeirização da moradia, para instituir a produção capitalista do espaço. Se, de um lado, a acumulação do capital, centrada na mercantilização das cidades promove a renovação urbana, do outro, transforma as cidades em mercadorias. Assim, constata-se um aumento na desigualdade social, na favelização das periferias e dos centros urbanos, na degradação do meio ambiente e nos apartheids sociais. No contexto da produção capitalista do espaço, apontam-se, como saídas, a Economia Social e Solidária, e, especificamente, a Economia da Cultura. Esta última emerge como espaço privilegiado de experimentação de trocas simbólicas e de resgate da cidadania, projetando-se além das perspectivas forjadas pelo trabalho contraditoriamente livre e subordinado. Divide-se em cinco capítulos. O primeiro retrata a mundialização financeira e seus efeitos na produção capitalista do espaço. O segundo enfrenta o tema da internacionalização do capital, financeirização da moradia e a mercantilização das cidades. O terceiro analisa as cidades como negócio e a ideologia da circulação, que desencadeia o aparecimento dos sem-teto, dos favelizados e os apartheids sociais dos centros urbanos. O quarto defende a reconfiguração das cidades por meio economia da cultura e das lutas emancipatórias. O quinto propõe o recrudescimento da luta pelo bem-estar comum e do propósito de retomada, pela sociedade excluída, do seu capital simbólico coletivo e de suas marcas de distinção, a partir da economia da cultura.
 
Publisher Faculdade Damas da Instrução Cristã
 
Contributor
 
Date 2019-07-02
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier http://faculdadedamas.edu.br/revistafd/index.php/cihjur/article/view/979
10.22293/2179-507x.v10i22.979
 
Source Duc In Altum - Cadernos de Direito; v. 10, n. 22 (2018)
2179-507X
2317-6555
10.22293/2179-507x.v10i22
 
Language por
 
Relation http://faculdadedamas.edu.br/revistafd/index.php/cihjur/article/view/979/781
 
Rights Direitos autorais 2019 Duc In Altum - Cadernos de Direito
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library