Between Capital and Social Issue:

Revista de la Facultad de Derecho

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Between Capital and Social Issue:
Entre el capital y la cuestión social:
Entre o capital e a questão social:
 
Creator Ricardo Oliveira Rotondano
 
Description This paper discusses the factors that influenced the structure of Brazilian education in recent decades, following its path of quantitative expansion – but not necessarily qualitative. Investigate to implement the theories of human capital, which was based on the idea that the technical and operating improvement of individuals provide the solving of social ills; and the later theory of social capital, building bases of civic solidarity and harmonization of social relations that favors the continuation of the exploration model of socially disadvantaged groups. The reflection proposal aims to assess whether the national educational panorama structured contemporaneously contributes or not to achieve improvements in the context of the social question.
El presente trabajo discurre sobre los elementos que influenciaron la estructuración de la educación brasileña en las últimas décadas, siguiendo su recorrido de expansión cuantitativa ―pero no necesariamente cualitativa. Se investiga la implementación de las teorías del capital humano, que tuvo como base la idea que el perfeccionamiento técnico-operativo de los individuos proporcionaría la solución a las molestias sociales; y la posterior teoría del capital social, edificando bases de solidaridad cívica y armonización de las relaciones sociales que favorece la continuidad del modelo de explotación de los grupos socialmente menos favorecidos. La reflexión propuesta anhela evaluar si el panorama educacional patriótico estructurado en los días actuales contribuye o no a alcanzar mejoras en el marco de la cuestión social.
O presente trabalho discorre sobre os elementos que influenciaram a estruturação da educação brasileira nas últimas décadas, seguindo o seu percurso de expansão quantitativa – mas não necessariamente qualitativa. Investigam-se a implementação das teorias do capital humano, que teve como base a ideia de que o aprimoramento técnico-operativo dos indivíduos proporcionaria o solucionamento das mazelas sociais; e a posterior teoria do capital social, edificando bases de solidariedade cívica e harmonização das relações sociais que favorece a continuidade do modelo de exploração dos agrupamentos socialmente menos favorecidos. A reflexão proposta almeja avaliar se o panorama educacional pátrio estruturado contemporaneamente contribui ou não para alcançar melhorias no quadro da questão social.
 
Publisher Facultad de Derecho
 
Date 2020-02-25
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
artículo evaluado por pares
Peer-reviewed Article
Avaliado pelos pares
 
Format application/pdf
text/html
 
Identifier https://revista.fder.edu.uy/index.php/rfd/article/view/646
10.22187/rfd2020n48a6
 
Source Revista de la Facultad de Derecho; No 48 (2020); e20204806
Revista de la Facultad de Derecho; Núm. 48 (2020); e20204806
Revista de la Facultad de Derecho; n. 48 (2020); e20204806
2301-0665
0797-8316
 
Language por
 
Relation https://revista.fder.edu.uy/index.php/rfd/article/view/646/1287
https://revista.fder.edu.uy/index.php/rfd/article/view/646/1299
/*ref*/Bittar, E. C. B. (2007). Educação e metodologia para os direitos humanos: cultura democrática, autonomia e ensino jurídico. En R. M. G. Silveira, et al. (orgs.). Educação em direitos humanos: fundamentos teórico-metodológicos. João Pessoa: Editora Universitária.
/*ref*/Bourdieu, P. (1986). The forms of capital. En J. Richardson. Handbook of theory and research for the sociology of education. Westport, CT: Greenwood.
/*ref*/Bruno, L. (2011). Educação e desenvolvimento econômico no Brasil. Revista Brasileira de Educação, 16(48).
/*ref*/Carvalho, E. J. G. (2017). A educação básica brasileira e as novas relações entre o Estado e os empresários. Retratos da Escola, 11(21), 525-541.
/*ref*/Castel, R. (1998). As metamorfoses da questão social: uma crônica do salário. Iraci D. Poleti (trad.). Petrópolis, RJ: Vozes.
/*ref*/Duque, E. (2013). Capital social como instrumento de desenvolvimento sustentável. Configurações, 11(13), 189-201.
/*ref*/Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia (25ª ed.). São Paulo: Paz e Terra.
/*ref*/Freitag, B. (1977). Escola, Estado e sociedade. São Paulo: Edart.
/*ref*/Frigotto, G. (2011a). Novos fetiches da pseudoteoria do capital humano no contexto do capitalismo tardio. En J. de Andrade e L. G. de Paiva (Orgs.). As Políticas Públicas para a Educação no Brasil Contemporâneo (vol. 1, pp. 18-35). Juiz de Fora: Editora da Universidade Federal de Juiz de Fora.
/*ref*/Frigotto, G. (2011b). Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista Brasileira de Educação, (16), 235-254.
/*ref*/Frigotto, G. (2013). Ensino médio e técnico profissional: disputa de concepções e precariedade. Le Monde Diplomatique ― Brasil, 1 mar.
/*ref*/Giddens, A. (2001). A terceira via e seus críticos. Rio de Janeiro: Record.
/*ref*/Gohn, M. da G. (2000). 500 anos de lutas sociais no Brasil: movimentos sociais, ONGs e terceiro setor. Revista Mediações, 5(1), 11-40.
/*ref*/Gohn, M. da G. (2006). Teorias dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos (5ª ed.). São Paulo: Loyola.
/*ref*/Gohn, M. da G. (2013). Sociedade civil no Brasil: movimentos sociais e ONGs. Meta: Avaliação, 5(14), 238-253.
/*ref*/Goldin, C. (2014). Human Capital. En Handbook of Cliometrics. Heidelberg, Germany: Springer Verlag.
/*ref*/Hobsbawn, E. J. (1996). A era do capital. Luciano Costa Neto (trad.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.
/*ref*/Iamamoto, M. V. (2013). O Brasil das desigualdades: “questão social”, trabalho e relações sociais. SER Social, 15(33), 261-384.
/*ref*/Mincer, J. (1981). Human Capital and economic growth. Cambridge, National Bureau of Economic Research, Working Paper n.º 803, nov.
/*ref*/Montaño, C. (2002). O terceiro setor e a questão social: crítica ao padrão emergente de intervenção social. São Paulo: Cortez.
/*ref*/Montaño, C. (2012). Pobreza, “questão social” e seu enfrentamento. Serviço Social e Sociedade, (110), 270-287.
/*ref*/Moreno, A. (2005). Superar a exclusão, conquistar a equidade: reformas, políticas e capacidades no âmbito social. En E. Lander (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO.
/*ref*/Motta, V. (2006). Politizando a Sociedade do Conhecimento sob a ótica do pensamento de Gramsci. Boletim Técnico do SENAC, (32), 18-29.
/*ref*/Motta, V. (2007). A questão da função social da educação no novo milênio. Boletim Técnico do SENAC, (33), 52-55.
/*ref*/Motta, V. (2008a). Capital Social: solução para os males do capitalismo mundializado? Boletim Técnico do SENAC, (34), 26-43.
/*ref*/Motta, V. (2008b). Gerar capital social: tarefa da “educação periférica” segundo Banco Mundial. En VI Seminário do Trabalho, Universidade Estadual de São Paulo ― UNESP, Marília.
/*ref*/Motta, V. (2009). Ideologias do capital humano e do capital social: da integração à inserção e ao conformismo. Trabalho, Educação e Saúde, (6), 549-571.
/*ref*/Motta, V. e Oliveira, A. C. de O. (2010). Novo-desenvolvimentismo, capital social e desigualdade social. Em Pauta, (8), 15-30.
/*ref*/Motta, V. (2014). Investimento social privado em educação: desmonte do caráter público da educação. En XII Jornada do Histedbr e X Seminário de Dezembro do Histedbr-Ma, Caxias, 302-320.
/*ref*/Netto, J. P. (2001). Cinco notas a propósito da “questão social”. Temporalis, 2(3), 41-50.
/*ref*/Pereira, P. A. (2004). Perspectivas teóricas sobre a questão social no serviço social. Temporalis 7, ano IV, Porto Alegre: ABEPSS, 112-122.
/*ref*/Putnam, R. D. (1995). Bowling alone: America’s declining capital social. Journal of Democracy, 6(1), 65-78.
/*ref*/Santos, B. de S. (2002). Para um novo senso comum: a ciência, o direito e a política na transição paradigmática, (v. 1, 4ª ed.). São Paulo: Cortez.
/*ref*/Santos, B. de S. (2007). Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. Mouzar Benedito (trad.). São Paulo: Boitempo.
/*ref*/Scheibe, L. (2014). Educação básica no Brasil: expansão e qualidade. Revista Retratos da Escola, 8(14), 101-113.
/*ref*/Silva, J. P. da e Ourique, M. L. H. (2012). A expansão da educação superior no Brasil: um estudo do caso Cesnors. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 93(233), 215-230.
/*ref*/Tafner, P. (ed.) (2006). Brasil: o estado de uma nação. Rio de Janeiro: IPEA.
/*ref*/Urteaga, E. (2013). La teoría del capital social de Robert Putnam: originalidad y carencias. Reflexión Política, 15(29), 44-60.
 
Rights Derechos de autor 2020 Ricardo Oliveira Rotondano
https://creativecommons.org/licenses/by/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library