Infraestrutura acadêmica de pesquisa e interação universidade-empresa no contexto dos institutos federais do Brasil

Laplage em Revista

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Infraestrutura acadêmica de pesquisa e interação universidade-empresa no contexto dos institutos federais do Brasil
 
Creator Melo, José Nilton de
Silva, Gabriel Francisco da
 
Subject Interdisciplinar; Educação
Interação Universidade-Empresa. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. Infraestrutura de Pesquisa.
Educação Profissional e Tecnológica
 
Description Em que medida as infraestruturas de pesquisa dos Institutos Federais (IFs) possuem recursos técnicos, financeiros e humanos adequados às atividades de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) e como elas se relacionam com o setor privado? Este artigo propõe responder essa questão verificando as principais interações existentes entre as infraestruturas de pesquisa dos IFs com outros atores institucionais, sobretudo as empresas. Foram utilizados dados primários oriundos do mapeamento inédito realizado pelo MCTI/CNPq/IPEA, os quais foram disponibilizados pela Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação e Infraestrutura (DISET-IPEA). Do total de 1760 infraestruturas que participaram do levantamento geral, 61 pertencem aos IFs. Os dados apontam para uma forte vocação dos IFs com o setor privado, sobretudo com a indústria de transformação, ainda que as ações efetivas de cooperação com as empresas estejam incipientes e aja pouca interação com instituições e empresas estrangeiras, demonstrando uma fraca internacionalização das unidades de pesquisa.
 
Publisher UFSCAR - Campus Sorocaba
 
Contributor
 
Date 2019-05-27
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

Pesquisa exploratória com levantamento e análise documental a partir de dados inéditos cedidos pelo MCTI/CNPq/IPEA, com abordagem mista – quantitativa e qualitativa.
 
Format application/pdf
 
Identifier http://www.laplageemrevista.ufscar.br/index.php/lpg/article/view/529
10.24115/S2446-6220201952529p.103-118
 
Source Laplage em Revista; v. 5, n. 2 (2019): MAY/AUGUST - PEDAGOGIA SOCIAL E POLÍTICAS EDUCACIONAIS; p.103-118
2446-6220
10.24115/S2446-6220201952
 
Language por
 
Relation http://www.laplageemrevista.ufscar.br/index.php/lpg/article/view/529/933
/*ref*/ALBUQUERQUE, E. M; BAESSA, A. R.; KIRDEIKAS, J. C. V.; SILVA, L. A.; RUIZ, R. M. Produção científica e tecnológica das regiões metropolitanas Brasileiras. Revista de Economia contemporânea, v.9 n.3. Rio de Janeiro: set./dez. 2005. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-98482005000300006. Acesso em: 12 set. 2018. CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M.; MACIEL, M. L. Systems of innovation and development: evidence from Brazil. Cheltenham: Edward Elgar, 2003. COHEN, W; NELSON, R. e WALSH, J. Links and Impacts: The influence of public research on industrial R&D. Management Science, v. 48, n° 1, p. 1-23, 2002. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/822681. Acesso em: 22 out. 2018. CUNHA, S. K. da; NEVES, P. Aprendizagem tecnológica e a teoria da hélice tripla. São Paulo: RAI - Revista de Administração e Inovação, v. 5, n. 1, p. 97-111, 2008. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/79103. Acesso em: 12 set. 2018. DE NEGRI, F.; RIBEIRO, P. V. V. Infraestrutura de pesquisa no Brasil: resultados do levantamento realizado junto às instituições vinculadas ao MCTI. Radar: tecnologia, produção e comércio exterior, n. 24. Brasília: Ipea, 2013. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/radar/temas/infraestrutura/237-radar-n-24-infraestrutura-de-pesquisa-no-brasil. Acesso em: 05 fev. 2018. DE NEGRI, F., SCHMIDT, F. de H. Sistemas setoriais de inovação e infraestrutura de pesquisa no Brasil. Brasília: IPEA, FINEP, CNPq, 2016. ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from National Systems and Mode 2 to a Triple Helix of university–industry–government relations. Research Policy, n. 29, p. 109-123, 2000. Disponível em: http://www.oni.uerj.br/media/downloads/1-s2.0-S0048733399000554-main.pdf. Acesso em: 12 set. 2018. ETZKOWITZ, H. The second academic revolution and the rise of entrepreneurial Science. IEEE Technology and Society Magazine, vol. 20, n.2, p. 18-29, 2001. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/948843. Acesso em: 18 ago. 2018. FONT, M. F. Innovación tecnológica y competitividad: un intento de divulgación de conceptos, enfoques y métodos. Cidade do México: FESCARIBE, 1997. FREEMAN, C. Japan: a new national system of innovation? In: DOSI, G. et al. (Org.). Technical Change and Economic Theory. London: Pinter Publishers, 1988. p. 330-348. Disponível em: https://www.reed.edu/economics/parker/354/project-reports/Japan.pdf. Acesso em: 04 ago. 2018. GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2009. GONÇALO, C. R; ZANLUCHI, J. Relacionamento entre Empresa e Universidade: uma análise de cooperação em um setor intensivo em conhecimento. BASE – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, jul./set. 2011. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/base/article/view/4351. Acesso em: 12 set. 2018. LUNDVALL, B. National innovation systems: analytical concept and development tool. Industry and innovation, v. 14, n. 1, p. 95-119, 2007. Disponível em: https://myweb.rollins.edu/tlairson/pek/nis.pdf. Acesso em: 18 out. 2018. MAEHLER, A. E.; CASSANEGO JUNIOR, P. V.; SCHUCH, V. F. A universidade e o desenvolvimento de empresas de base tecnológica. BASE – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, jan./abr. 2009. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/base/article/view/4813. Acesso em: 12 set. 2018. MAZZOLENI, R.; NELSON, R. The roles of research at universities and public labs in economic catch-up. Working Paper Series. Laboratory of Economics and Management Sant”Anna School of Advanced Studies. Italy, august, 2005. Disponível em: https://ideas.repec.org/p/ssa/lemwps/2006-01.html. Acesso em: 18 out. 2018. MAZZOLENI, R.; NELSON, R. Public research institutions and economic catch-up. Research Policy, v. 36, Issue 10, Pages 1512-1528, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.respol.2007.06.007. Acesso em: 10 ago. 2018. MAZZUCATO, M. O Estado Empreendedor: Desmascarando o Mito do Setor Público vs Setor Privado. São Paulo: portfolio-penguin, 2014. NELSON, R (Ed). National innovation systems: a comparative analysis. Nova York: Oxford University, 1993. PERUCCHI, V.; MUELLER, S. P. M. Produção de conhecimento científico e tecnológico nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: uma investigação sobre a sua natureza e aplicação. Perspectivas em Ciência da Informação, v.21, n.1, p.134-151, jan./mar. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/2503. Acesso em: 10 ago. 2018. PIRNAY, F; SURLEMONT, B; NLEMVO, F. Toward a typology of university spin-offs. Small Business Economics, v. 21, n. 4, p. 355-369, 2003. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/5158193>. Acesso em: 20 ago. 2018. PLONSKI, G. A. Cooperação empresa-universidade: antigos dilemas, novos desafios. São Paulo: Revista USP, v.25, p.32-41, 1995. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i25p32-41. Acesso em: 12 set. 2018. RAPINI, M. S. Interação universidade-empresa no Brasil: evidências do Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq. Estudos Econômicos, v.37, n.1, São Paulo, jan./mar. 2007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-41612007000100008. Acesso em: 18 out. 2018. SÁBATO, J. A., BOTANA, N. La ciencia y la tecnologia en el desarrollo futuro de América latina. In: SABATO, J.A. El pensamiento latinoamericano em la problemática: ciência-tecnología-desarrollo-dependencia. Buenos Aires: Paidós, 1975. Disponível em: < http://docs.politicascti.net/documents/Teoricos/Sabato_Botana.pdf>. Acesso em: 08 ago. 2018. RODRIGUES, C. Universities, the Second Academic Revolution and Regional Development: A Tale (Solely) Made of “Techvalleys”? European Planning Studies, v. 19, n. 2, 2011. Disponível em: <https://doi.org/10.1080/09654313.2011.532664>. Acesso em: 18 ago. 2018. SANTANA, E. E. P.; PORTO, G. S. E Agora, o que Fazer com Essa Tecnologia? Um Estudo Multicaso sobre as Possibilidades de Transferência de Tecnologia na USP-RP. RAC – Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 13, n. 3, art. 4, jul./ago. 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552009000300005. Acesso em: 10 ago. 2018. SQUEFF, F. de H. S. Sistema setorial de inovação em defesa: Análise do caso do Brasil. In: DE NEGRI, Fernanda; SCHMIDT, Flávia de Holanda. Sistemas setoriais de inovação e infraestrutura de pesquisa no Brasil. Brasília: IPEA, FINEP, CNPq, 2016. STAL, E., FUJINO, A. As relações universidade-empresa no Brasil sob a ótica da Lei de Inovação. Revista de Administração e Inovação, n.2, v.1, p. 5-19, 2005. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/79035. Acesso em: 10 ago. 2018. ZAWISLAK, P. A.; DALMARCO, G. The Silent Run: New Issues and Outcomes for University-Industry Relations in Brazil. Journal of Technology Management & Innovation, v.6, n.2, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.4067/S0718-27242011000200005. Acesso em: 12 set. 2018.
 
Coverage A pesquisa abrange as regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil.
Ano-base 2012.
61 infraestruturas pertencentes aos Institutos Federais (IFs) dos estados da Bahia (11), Goiás (3), Santa Catarina (32), Rio Grande do Sul (13), Espírito Santo (1) e Pernambuco (1).
 
Rights Direitos autorais 2019 Laplage em Revista
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library