O ESTADO NUTRICIONAL E A ALIMENTAÇÃO VIA SONDA ESTÃO ASSOCIADOS À QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS?

DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title O ESTADO NUTRICIONAL E A ALIMENTAÇÃO VIA SONDA ESTÃO ASSOCIADOS À QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES ONCOLÓGICOS EM CUIDADOS PALIATIVOS?
ARE THE NUTRITIONAL STATUS AND TUBE FEEDING ASSOCIATED WITH QUALITY OF LIFE IN ONCOLOGIC PATIENTS ON PALLIATIVE CARE?
 
Creator Cruz, Franciele Carolina Soares
Borges, Florença Maria
da Silva, Eliza Helena Eliete
Pena, Geórgia das Graças
 
Subject Nutrição Clínica
Palliative care. Oncology. Nutritional therapy. Tube feeding; Enteral nutrition. Quality of life.

Cuidados paliativos; Oncologia; Terapia nutricional; Alimentação por sonda; Qualidade de vida.
 
Description Objective: To evaluate the association of nutritional status and tube feeding on the quality of life of oncology patients in palliative care. Methods: Oncological patients enrolled in the Palliative Care Program of a university hospital (n=70) participated in the study. Nutrition therapy data (tube feeding or oral feeding) were collected through a previously structured questionnaire. The nutritional evaluation was performed by the Patient-Generated Subjective Global Assessment (PG-SGA). In addition, the EORTC QLQ-C15-PAL questionnaire was used to assess the quality of life. Results: Of the 70 patients, 58.6% (n=41) were males, aged between 31-101 years. The most frequent tumors were in head and neck (18.6%; n=13). The frequency of malnutrition was 87.2% (n=61). Regarding the feeding route, 84.3%(n=59) received oral feeding and 15.7%(n=11), tube feeding. The mean score for the Global Quality of Life domain was 66.6, regardless of the dietary route. Malnourished patients had a higher score for the Physical Function domains (34.9±30; p=0.005) and Dyspnea (20.7±29.9; p=0.02).Tube feeding was associated with a higher frequency of nausea (Median = 33.3; p=0.014). Conclusions:  A high frequency of malnutrition (87.2%) and a low frequency of tube feeding (15.7%) was observed. Nutritional status and probe feeding were not associated with the Global Quality of Life of cancer patients in palliative care. However, malnutrition was associated with “lower scores of " physical function and dyspnea, while probe feeding was associated with a higher frequency of nausea. DOI: 10.12957/demetra.2019.38198 
Objetivo: Avaliar o impacto do estado nutricional e da alimentação via sonda na qualidade de vida de pacientes oncológicos em cuidados paliativos. Métodos: Participaram do estudo pacientes oncológicos cadastrados no Programa de Cuidados Paliativos de um hospital universitário (n=70). Informações sobre a terapia nutricional (alimentação por sonda ou alimentação via oral) foram coletadas por meio de um questionário previamente estruturado. A avaliação nutricional foi realizada através da Avaliação Subjetiva Global Produzida pelo Paciente (ASG-PPP). Além disso, o questionário EORTC QLQ-C15-PAL foi utilizado para avaliar a Qualidade de Vida. Resultados: Dos 70 pacientes, 58,6% (n=41) eram do sexo masculino, com idade entre 31 e 101 anos. Os tumores mais frequentes foram cabeça e pescoço (18,6%; n=13). A prevalência de desnutrição foi de 87,2% (n=61). Em relação à via alimentar, 84,3% (n=59) receberam alimentação por via oral e 15,7% (n=11), alimentação por sonda. O escore médio para o domínio Qualidade de Vida Global foi de 66,6, independentemente da via de alimentação. Pacientes desnutridos apresentaram maior escore nos domínios Função Física (34,9 ± 30; p=0,005) e Dispneia (20,7 ± 29,9; p=0,02). A alimentação por sonda foi associada a uma maior frequência de náusea (39,3 ± 35,9; p=0,014). Conclusões: Uma baixa proporção de pacientes alimentados com sonda (15,7%) foi obtida. No entanto, houve alta frequência de desnutrição (87,2%). O estado nutricional e a alimentação por sonda não foram associados à Qualidade de Vida Global dos pacientes com câncer em cuidados paliativos. No entanto, a desnutrição esteve associada a pior prognóstico: diminuição da função física e dispneia, enquanto a alimentação por sonda foi associada a uma maior incidência de náusea.DOI: 10.12957/demetra.2019.38198 
 
Publisher Universidade do Estado do Rio de Janeiro
 
Contributor

 
Date 2019-04-30
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion


 
Format application/pdf
application/pdf
 
Identifier https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/38198
10.12957/demetra.2019.38198
 
Source DEMETRA: Food, Nutrition & Health; v. 14 (2019); e38198
DEMETRA: Alimentación, Nutrición & Salud; v. 14 (2019); e38198
DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde; v. 14 (2019); e38198
2238-913X
 
Language por
eng
 
Relation https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/38198/29397
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/view/38198/29396
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/downloadSuppFile/38198/16885
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/downloadSuppFile/38198/16886
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/demetra/article/downloadSuppFile/38198/16887
 
Rights Direitos autorais 2019 DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library