Processes of identity constitution of terena indigenous in social networks

Arredia

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Processes of identity constitution of terena indigenous in social networks
Notas sobre os processos de constituição identitária de indígenas terenas nas redes sociais
 
Creator Medeiros, Nair Cristina Carlos de
Souza, Claudete Cameschi de
 
Subject Identity. Indigenous. Terena. Discourse Analysis.
Processos identitários. Povos Terenas. Análise do discurso.
 
Description Diaspora lived by the Terena people and their subsequent gather affected the way of life and they underwent great changes in the ecological and social landscape of this indigenous people, which from then on, was forced to look for new strategies of survival in a process Territorialisation and the search for selfassertion in the occupied territories. Due to this process, there is a current discourse of stigmatization of the Terena people who assert that they have abandoned their roots, acculturated and become "urban Indians." In this context of stigmatization and institutionalization of various meanings on the Indian subject, we propose to problematize the imaginary representations of these subjects on themselves, through publications of postings on Facebook carried out by indigenous teachers of this ethnic group. Our theoretical reference is the French Discourse Analysis through the concepts of memory, interdiscourse and discursive formations proposed by Pecheux (2009), the formulation of the concept of discursive formations by Foucault (1986) and the problematization of notions such as Identity and identity processes carried out by Hall (1997) and Coracini (2003), , as well as the territorial and territorial conceptions proposed by Haesbart (2004). The initial results point to identities built from the territorial relations that stage the operation of different subject positions, constituted in two discursive formations that are related to each other by opposition.
O processo  de  diáspora vivido pelo povo  Terena  e o  seu posterior reajuntamento  afetaram  o modo  de  vida  e operaram grandes mudanças na paisagem ecológica e social  desse  povo  indígena,  o  qual  se viu,  a  partir  daí,  forçado  a  buscar  novas estratégias de sobrevivência em um processo crescente de territorialização e de busca de autoafirmação nos  territórios ocupados. Devido a este processo, há um discurso corrente de estigmatização dos povos Terena que assevera que eles abandonaram suas raízes, se aculturaram e se tornaram "índios urbanos".  Neste contexto de estigmatização e de institucionalização de sentidos vários sobre o sujeito índio, nos propomos a problematizar as representações  imaginárias desses sujeitos sobre  si mesmos, através de publicações de postagens no facebook realizadas por professores indígenas destes povos. Nossa referência teórica é a Análise do Discurso de linha francesa através dos conceitos de memória, interdiscurso e formações discursivas propostos por Pecheux (2009), da formulação do conceito de formações discursivas realizada por Foucault (1986) e da problematização de noções como identidade e processos identitários propostas por Hall (2006) e Coracini (2003), além das concepções de território e  territorialidade e propostas por  Haesbart (2004). Os resultados iniciais apontam para identidades construídas a partir das relações territoriais que encenam o  funcionamento  de  diferentes  posições  sujeito,  constituídas  em  duas  formações  discursivas  que  estão relacionadas  entre  si  por  oposição.
 
Publisher Universidade Federal da Grande Dourados
 
Contributor
Capes
 
Date 2018-12-19
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/arredia/article/view/8511
10.30612/arredia.v7i12.8511
 
Source ArReDia; v. 7, n. 12 (2018); 33-44
2316-6169
 
Language por
 
Relation https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/arredia/article/view/8511/4907
/*ref*/AZANHA, G. As terras indígenas Terena no Mato Grosso do Sul. Revista de Estudos e Pesquisas, FUNAI, Brasília, v.2, n.1, p.61-111, jul. 2005
/*ref*/CORACINI, Maria José R. F. (Org.). O desejo da teoria e a contingência da prática: discursos sobre e na sala de aula (língua materna e língua estrangeira). Campinas: Mercado de Letras, 2003.
/*ref*/CORACINI, Maria José R. F. (Org). O jogo discursivo na aula de leitura. Língua materna e língua estrangeira. Campinas: Pontes, 1995.
/*ref*/COSTA, Adriana Aparecida Vaz da; HONÓRIO, Maria Aparecida. Lugares de identificação do sujeito-índio no discurso do conhecimento: entre lugares. In: CELLI – Colóquio de estudos linguísticos e literários. 3, 2007, Maringá. Anais... Maringá, 2009, p. 1095-1103.
/*ref*/FOUCAULT, M. [1969]. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro, Forense niversitária, 1987.
/*ref*/GUERRA, Vânia M. L. O indígena de Mato Grosso do Sul: práticas identitárias e culturais. São Carlos: Pedro & João, 2010, 160 p.
/*ref*/HAESBAERT, Rogério. O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multi-territorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004.
/*ref*/HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.
/*ref*/PECHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 4. ed. Campinas: Pontes, 2009.
/*ref*/RAJAGOPALAN, Kanavillil. O conceito de identidade em linguística: é chegada a hora para uma reconsideração radical? In: SIGNORINI, I. (Org.). Linguagem e identidade. Campinas: Mercado de Letras, 1998. p.21-45.
/*ref*/VARGAS. I. A. Territorialidade e representação dos Terenas da Terra Indígena Buriti (MS) – possibilidades didáticos pedagógicos. In: SERPA, A. (Org.). Espaços culturais: vivências, imigrações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008
/*ref*/VARGAS, Vera Lúcia. A dimensão sóciopolítica do território para os Terena: as aldeias no século XX e XXI. RJ: UFF, 2010. (tese de doutoramento)
 
Rights Direitos autorais 2019 ArReDia
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library