Os sons dos alarmes clínicos estão chamando a sua atenção? / Are the sounds of clinical alarms catching your attention?

Revista Ciências em Saúde

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Os sons dos alarmes clínicos estão chamando a sua atenção? / Are the sounds of clinical alarms catching your attention?
 
Creator Miranda, Renata Pinto Ribeiro
Ribeiro, Luiz Sérgio Pinto
Custódio, Renata Aparecida Ribeiro
Mello, Carlos Henrique Pereira
 
Subject Ciências da Saúde; Alarmes clínicos
 
Description Nos últimos anos, tem sido notável a rápida evolução dos equipamentos médicos e da consequente aquisição desses dispositivos tecnologicamente mais sofisticado por hospitais e unidades de saúde.1 Podem-se ter equipamentos médicos para uma infinidade de objetivos junto ao paciente, seja para tratamento, diagnóstico ou monitorização dos indivíduos. Ademais, tais equipamentos podem apresentar alarmes ou não.2Alarmes são considerados3 como dispositivos visuais e/ou auditivos, presentes em diversos equipamentos médicos hospitalares, com o intuito de manterem a segurança dos pacientes. Isso porque quando alarmes trabalham como previsto são de extrema importância por sinalizarem mudanças nos equipamentos. Porém, o que se tem observado na prática clínica e verificado na literatura são centenas de alarmes soando constantemente dentro das diversas instituições hospitalares, aparentando estarem fora de controle.4Sabe-se que os níveis de ruídos em hospitais encontram-se superiores aos recomendados por diversas instituições regulamentadores,5 como para a United States Environmental Protection Agency, que recomenda que os níveis de ruído em ambiente hospitalar não devam exceder 45 dB durante o dia e 35 dB durante a noite. A Organização Mundial de Saúde recomenda de 30-40 dB para ambientes hospitalares internos. Segundo a Norma Brasileira NBR 10151, os valores das medidas em diversos ambientes hospitalares devem ser a) de 35-45 dB para apartamentos, enfermarias, berçários e centros cirúrgicos; b) de 40-50 dB para laboratórios e áreas para uso do público; e c) de 45-55 dB para os ambientes de serviços.
 
Publisher AISI/FMIt/HE
 
Contributor
 
Date 2018-05-24
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion


Editorial
 
Format application/pdf
 
Identifier http://200.216.240.50/rcsfmit/ojs-2.3.3-3/index.php/rcsfmit_zero/article/view/763
10.21876/rcsfmit.v8i3.763
 
Source Revista Ciências em Saúde (Health Sciences Journal); v. 8, n. 3 (2018): Julho a Setembro de 2018; 1-2
REVISTA CIÊNCIAS EM SAÚDE; v. 8, n. 3 (2018): Julho a Setembro de 2018; 1-2
2236-3785
10.21876/rcsfmit.v8i3
 
Language por
 
Relation http://200.216.240.50/rcsfmit/ojs-2.3.3-3/index.php/rcsfmit_zero/article/view/763/430
 
Rights Direitos autorais 2018 REVISTA CIÊNCIAS EM SAÚDE
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library