Análise quantitativa da flexibilidade da coluna vertebral em homens e mulheres sedentários e ativos / Quantitative analysis of spinal flexibility in sedentary and active men and women

Revista Ciências em Saúde

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Análise quantitativa da flexibilidade da coluna vertebral em homens e mulheres sedentários e ativos / Quantitative analysis of spinal flexibility in sedentary and active men and women
 
Creator Martins, Bruna Camargo
Paula, Gabriela Alonso de
Antunes, Mateus Dias
Bueno, Glaukus Regiani
Oliveira, Daniel Vicentini de
Oliveira, Leonardo Pestillo de
Wittig, Daniela Saldanha
 
Subject Ciências da Saúde; Atividade física; Fisioterapia; Flexibilidade; Índice de massa corporal
 
Description Introdução: A flexibilidade contribui para a prevenção de lesões, alterações posturais, dor lombar e auxilia a melhora da performance muscular durante a prática de atividades físicas. Objetivos: Avaliar a flexibilidade global e da coluna vertebral em homens e mulheres sedentários e ativos, bem como correlacionar os achados de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC) e a prática de atividade física. Métodos: A amostra foi composta por 60 indivíduos (21 homens e 39 mulheres), divididos em grupos ativos e sedentários. Foram colhidas medidas antropométricas, prática de atividade física, Teste de Sentar e Alcançar, Índice de Stibor, Índice de Schöber, Índice de Schöber Modificado e Teste do 3° dedo no solo. Resultados: Houve predominância de melhor flexibilidade no grupo de homens ativos. As mulheres ativas tiveram maior IMC (25,3 kg/m2) e maiores Índices de flexibilidade em relação ao grupo das mulheres sedentárias, cujo IMC era 22,6 kg/m2. Entretanto, não houve diferença estatística na análise entre os grupos. Conclusão: Praticantes de atividade física, principalmente os do sexo masculino, apresentaram maiores níveis de flexibilidade.Palavras-Chave: Atividade física; Fisioterapia; Flexibilidade; Índice de massa corporalIntroduction: Flexibility contributes to prevention of injuries, postural changes and low back pain, and improves muscle performance during physical activity. Aims: To evaluate overall and spinal flexibility in sedentary and active men and women and to correlate the findings according to body mass index (BMI) and the practice of physical activity. Methods: The sample consisted of 60 individuals (21 men and 39 women), divided into active and sedentary groups. Anthropometric measurements, physical activity practice, Sit and Attendance test, Stibor Index, Schöber Index, Modified Schöber Index and 3rd finger test in the soil were collected. Results: There was a predominance of better flexibility in the group of active men. Active women had higher BMI (25.3 kg/m2) and higher flexibility indexes compared to healthy women, whose BMI was 22.6 kg/m2. Conclusion: Physical activity practitioners, mainly of male gender, presented higher levels of flexibility.Keywords: Physical activity; Physiotherapy; Flexibility; Body mass index
 
Publisher AISI/FMIt/HE
 
Contributor
 
Date 2017-11-23
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

Avaliado pelos pares
Artigo Original
 
Format application/pdf
 
Identifier http://200.216.240.50/rcsfmit/ojs-2.3.3-3/index.php/rcsfmit_zero/article/view/704
10.21876/rcsfmit.v7i4.704
 
Source Revista Ciências em Saúde (Health Sciences Journal); v. 7, n. 4 (2017): Outubro a Dezembro de 2017; 2-6
REVISTA CIÊNCIAS EM SAÚDE; v. 7, n. 4 (2017): Outubro a Dezembro de 2017; 2-6
2236-3785
10.21876/rcsfmit.v7i4
 
Language por
 
Relation http://200.216.240.50/rcsfmit/ojs-2.3.3-3/index.php/rcsfmit_zero/article/view/704/407
 
Rights Direitos autorais 2017 REVISTA CIÊNCIAS EM SAÚDE
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library