Development of an aquatic education program in the indigenous school of the Seri community

Revista de Investigación en Actividades Acuáticas

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Development of an aquatic education program in the indigenous school of the Seri community
Desarrollo de un programa de educación acuática en la escuela indígena de la comunidad seri
Desenvolvimento de um programa de educação aquática na escola indígena da comunidade Seri. Resumo
Desenvolvimento de um programa de educação aquática na escola indígena da comunidade Seri. Resumo
 
Creator Costa Urrutia, Paula
Becerra, Viviana
Becerra, Fabián
González, Osiris
Ratti, Carolina
Fernández, Sebastián
Chaparro Manríquez, Jesús Antonio
Hernández Acevedo, Haide
Santana Meza, Haide Yoselin
Ramírez Cruz, Alejandro
Pérez, Raymundo
Rodríguez-Arellano, Eunice
Granados, Julio
Argüelles Diaz-González, Antonio
Álvarez Fariña, Rafael
 
Subject Escuela de verano, actividades acuáticas, comunidad costera.
Summer school, aquatic activities, coastal community.
Escola de verão, atividades aquáticas, comunidade costeira.
Escola de verão, atividades aquáticas, comunidade costeira.
 
Description Background: Aquatic practices contribute to motor development and decrease drowning risk. Implementing them is mainly important in coastal communities given that their inhabitants relate to the marine environment.
Goals: Hence, a summer school was conducted in the Seri indigenous community from Punta Chueca, northern Mexico, where school-age children could practice aquatic activities in a natural environment.
Method: Activities were motor challenges to develop skills and survival abilities in the aquatic environment, group-game skills stations, and technique learning.
Results: A total of 48 children participated twice a week on average. None of the participants knew how to swim before the program, and all of them acquired basic survival skills. Children older than 8 years developed motor skills and were able to complete circuits with stations which made them put those skills into practice. Children from 6 to 8 years old reached a preliminary stage of development since they were able to conduct some of the activities in shallow areas. Children expressed their interests through drawing, and swimming was among their favourite activities.
Conclusions: Children, families, teachers and education authorities regarded the program as providing positive results, which highlights the importance of including adaptation to aquatic environments in the curricula. It would contribute not only to confidence and motor development in children, but also to increased willingness in learning curricular contents.
Antecedentes: Las prácticas acuáticas contribuyen al desarrollo motriz y disminuyen la probabilidad de ahogamientos. Su implementación es particularmente importante en comunidades costeras, dada la relación de sus integrantes con el entorno marino.
Objetivos: Por lo que se llevó a cabo una escuela de verano que tuvo como objetivo la adaptación, de la comunidad indígena Seri de Punta Checa, norte de México, al medio acuático en un entorno natural.
Método: Las actividades fueron retos motores para desarrollar habilidades y destrezas de supervivencia en el ambiente acuático; estaciones de habilidades de juego grupal; y enseñanza de técnica.
Resultados: Participaron 48 niños en total, con un promedio de asistencia de dos días por semana. Ninguno de los participantes sabía nadar antes del programa y todos adquirieron habilidades de supervivencia básicas.  Los niños mayores de 8 años desarrollaron habilidades motrices y lograron completar circuitos con estaciones cuyas distintas los obligaban a poner en práctica estas habilidades. Los niños de 6 a 8 años alcanzaron una fase preliminar de desarrollo, puesto que fueron capaces de realizar algunas actividades en lugares poco profundos. Por medio de dibujos, los niños expresaron sus intereses, y la natación estuvo entre sus actividades preferidas.
Conclusiones: Los niños, las familias, los docentes y las autoridades educativas consideraron que el programa había tenido resultados positivos, lo cual resalta la importancia de incluir la adaptación al medio acuático en el plan de estudios. Esto, contribuiría a la seguridad acuática y el desarrollo de la competencia motriz de los niños, sino también a una mayor disposición al aprendizaje curricular.
Introdução: As práticas aquáticas contribuem para o desenvolvimento motor e diminuem a probabilidade de afogamento. Sua implementação é particularmente importante nas comunidades costeiras, dada a relação de seus membros com o meio marinho.
Objetivos: Portanto, uma escola de verão foi realizada na comunidade indígena Seri de Punta Chueca, norte do México, durante a qual as crianças em idade escolar podiam praticar atividades aquáticas em um ambiente natural.
Método: As atividades foram: desafios motores para desenvolver habilidades e habilidades de sobrevivência no ambiente aquático, estações de habilidades de jogos em grupo; e ensino de técnicas.
Resultados: Participaram 48 crianças, com frequência média de dois dias por semana. Nenhum dos participantes sabias nadar antes do programa e todos adquiriram habilidades básicas de sobrevivência. Crianças com mais de 8 anos desenvolveram habilidades motoras e conseguiram fazer circuitos com estações para colocar essas habilidades em prática. Crianças de 6 a 8 anos atingiram um estágio preliminar de desenvolvimento, pois conseguiram realizar algumas atividades em pontos pouco profundos. Através dos desenhos, as crianças expressaram seus interesses, e nadar estava entre suas atividades favoritas.
Conclusões: Crianças, famílias, professores e autoridades educacionais sentiram que o programa teve resultados positivos, o que destaca a importância de incluir a adaptação ao ambiente aquático no currículo. Isso contribuiria não apenas para a segurança e o desenvolvimento motor das crianças, mas também para uma maior disposição a aprender outros conteúdos do currículo.
Introdução: As práticas aquáticas contribuem para o desenvolvimento motor e diminuem a probabilidade de afogamento. Sua implementação é particularmente importante nas comunidades costeiras, dada a relação de seus membros com o meio marinho.
Objetivos: Portanto, uma escola de verão foi realizada na comunidade indígena Seri de Punta Chueca, norte do México, durante a qual as crianças em idade escolar podiam praticar atividades aquáticas em um ambiente natural.
Método: As atividades foram: desafios motores para desenvolver habilidades e habilidades de sobrevivência no ambiente aquático, estações de habilidades de jogos em grupo; e ensino de técnicas.
Resultados: Participaram 48 crianças, com frequência média de dois dias por semana. Nenhum dos participantes sabias nadar antes do programa e todos adquiriram habilidades básicas de sobrevivência. Crianças com mais de 8 anos desenvolveram habilidades motoras e conseguiram fazer circuitos com estações para colocar essas habilidades em prática. Crianças de 6 a 8 anos atingiram um estágio preliminar de desenvolvimento, pois conseguiram realizar algumas atividades em pontos pouco profundos. Através dos desenhos, as crianças expressaram seus interesses, e nadar estava entre suas atividades favoritas.
Conclusões: Crianças, famílias, professores e autoridades educacionais sentiram que o programa teve resultados positivos, o que destaca a importância de incluir a adaptação ao ambiente aquático no currículo. Isso contribuiria não apenas para a segurança e o desenvolvimento motor das crianças, mas também para uma maior disposição a aprender outros conteúdos do currículo.
 
Publisher Miguel Hernández University of Elche
 
Date 2021-02-24
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
 
Format application/pdf
 
Identifier https://revistas.innovacionumh.es/index.php/investigacionactividadesacuatica/article/view/1309
10.21134/riaa.v4i8.1309
 
Source Research Journal in Aquatic Activities; Vol. 4 No. 8 (2020): RIAA
Revista de Investigación en Actividades Acuáticas; Vol. 4 Núm. 8 (2020): RIAA
2530-805X
10.21134/riaa.v4i8
 
Language spa
 
Relation https://revistas.innovacionumh.es/index.php/investigacionactividadesacuatica/article/view/1309/1405
 
Rights Derechos de autor 2021 Paula Costa Urrutia, Viviana Becerra, Fabián Becerra, Osiris González, Carolina Ratti, Sebastián Fernández, Jesús Antonio Chaparro Manríquez, Haide Hernández Acevedo, Haide Yoselin Santana Meza, Alejandro Ramírez Cruz, Raymundo Pérez, Eunice Rodríguez-Arellano, Julio Granados, Antonio Argüelles Diaz-González, Rafael Álvarez Fariña
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library