O ALTEAMENTO VOCÁLICO /o/~ [u] EM POSIÇÃO PRETÔNICA NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE BAIÃO PARÁ

Revista de Letras

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title O ALTEAMENTO VOCÁLICO /o/~ [u] EM POSIÇÃO PRETÔNICA NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE BAIÃO PARÁ
 
Creator Furtado, Raquel Maria da Silva Costa
Lemos, Natane Gaia da Silva
 
Description O presente trabalho trata sobre o fenômeno de alteamento vocálico da média alta posterior /o/ em posição pretônica no português falado na zona rural do município de Baião-PA. Objetiva analisar o papel de fatores linguísticos e sociais (sexo, faixa etária e escolaridade) na motivação do comportamento variável de /o/ ~ [u]. O corpus da pesquisa envolve uma amostra de 12 participantes, estratificados por: faixa etária (de 15 a 25 anos, 25 a 45 anos, e acima de 46 anos); sexo (masculino e feminino); e escolaridade (Ensino Fundamental e Superior). Dos 12 falantes obtivemos um total de 400 dados de fala, os quais foram tratados no Goldvarb X, e analisados de acordo com os pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística Variacionista (Weinreich; Labov; Herzog, 2006). Os resultados apontaram o alteamento de /o/ como variante de menor ocorrência na fala dos baionenses, com baixa frequência de uso, 33% e peso relativo 0.32, e a manutenção de /o/ como [o] como variante de maior ocorrência, 67% de ocorrência e 0.63 de peso relativo. Observou-se, então, que /o/ pretônico tem mais probabilidade de altear para [u] quando: a) diante de uma vogal alta imediata /i, u/, com de peso relativo 0.92; b) precedido de consoantes bilabial, 0.64; c) em palavras com sufixo sem vogal alta, peso relativo de 0.51; d) em vocábulos pertencentes a classe dos nomes 0.56; e e) precedendo imediatamente sílabas tônicas (distância 1), peso relativo de 0.61. Em relação aos traços sociais dos falantes, o fenômeno de alteamento apresentou maior recursividade na fala dos homens, com 0.58 de peso relativo; falantes com Ensino Fundamental, 0.68, e com mais de 46 anos de idade, 0.63 de peso relativo. Concluiu-se, então, que a variação linguística /o/ ~ [u], embora seja frequente e estratificada, não é a variante de maior ocorrência na fala dos moradores da zona rural de Baião.
 
Palavras-chave: Vogal média pretônica. Variação linguística. Alteamento vocálico.
 
Publisher Universidade Federal do Ceará
 
Date 2020-12-01
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion
 
Format application/pdf
 
Identifier http://periodicos.ufc.br/revletras/article/view/61535
10.36517/revletras.39.2.7
 
Source Revista de Letras; v. 2 n. 39 (2020): REVISTA DE LETRAS
2358-4793
0101-8051
 
Language por
 
Relation http://periodicos.ufc.br/revletras/article/view/61535/165482
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library