Resiliência em pacientes com doenças reumáticas autoimunes e sua relação com depressão e ansiedade

Jornal de Ciências da Saúde do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Resiliência em pacientes com doenças reumáticas autoimunes e sua relação com depressão e ansiedade
 
Creator Leão, Bruna Rufino
Silva, Ângelo Samuelson Gomes
Noleto, Jean Moura Lima
Araújo, Gabriele Meireles Linhares de
Almeida, Maria do Socorro Teixeira Moreira
Macedo, Eduardo de Almeida
 
Subject

 
Description Resiliência é um termo originalmente empregado na Física que, posteriormente, passou a ser utilizado também pela Psicologia para descrever a capacidade do indivíduo de recuperar, no contexto de saúde mental, sua própria homeostase e evitar o desenvolvimento de um resultado psicopatológico após exposição aguda ou crônica ao estresse. Um indivíduo com alta resiliência tem, portanto, maior capacidade de manejar suas dores e problemas e, consequentemente, adotar uma postura positiva diante, por exemplo, do diagnóstico de doenças crônicas, como as doenças reumáticas autoimunes. OBJETIVO: Avaliar o grau de resiliência de pacientes com Lúpus Eritematoso Sistemico (LES) Artrite Reumatóide (AR) e Esclerose Sistêmica (ES) acompanhados no ambulatório especializado de um hospital universitário, buscando identificar os possíveis fatores associados à baixa resiliência e investigar a relação desta com depressão e ansiedade. MÉTODOS: Estudo observacional transversal e descritivo, utilizando-se de questionários de resiliência (Escala de Resiliência de Wagnild Young), ansiedade e depressão (Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão – HADS) em pacientes acompanhados no ambulatório especializado de reumatologia. RESULTADOS: Foram incluídos neste estudo 44 pacientes (23 com LES, 17 com AR, 4 com ES). Destes, 27,3% tinham grau de resiliência baixo e a prevalência de depressão foi 16,25 maior nestes pacientes do que aqueles com grau moderado e 13,75 vezes maior comparado aos de grau elevado. Também apresentaram prevalência 9,78 vezes maior de distúrbios de ansiedade do que pacientes com grau moderado, e 16,50 vezes maior do que pacientes com grau elevado de resiliência.CONCLUSÃO: Pacientes 
 
Publisher Hospital Universitário UFPI
 
Contributor
 
Date 2020-10-21
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion


 
Format application/pdf
 
Identifier https://www.ojs.ufpi.br/index.php/rehu/article/view/11542
10.26694/jcs_hu-ufpi.25950290.2.3.11542
 
Source Jornal de Ciências da Saúde do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí; v. 2, n. 3 (2019); 9-22
2595-0290
10.26694/jc shu-ufpi.25950290
 
Language por
 
Relation https://www.ojs.ufpi.br/index.php/rehu/article/view/11542/pdf
 
Coverage


 
Rights Direitos autorais 2020 Jornal de Ciências da Saúde do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library