A gestão pública e suas práticas: um estudo sobre a relação público-privada no município de Caraúbas – PB

Revista Sítio Novo

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title A gestão pública e suas práticas: um estudo sobre a relação público-privada no município de Caraúbas – PB
 
Creator Silva, Allan Gustavo Freire da
Silva, Josefa Jozaelsan da
Barreto, Laís Karla da Silva
Felix Júnior, Luiz Antonio
Dornelas, Carina Seixas Maia
 
Subject Gestão pública municipal. Práticas governamentais. Caraúbas - PB.
 
Description A gestão pública é uma área voltada ao gerenciamento e controle dos recursos e bens públicos, contribuindo com o planejamento e o alcance de metas e ações que promovam o interesse público e o bem-estar social. Nesse contexto, o trabalho tem por finalidade analisar as práticas e as relações dos gestores públicos diante de questões público-privadas e seus impactos no desenvolvimento da gestão pública, sobretudo no município de Caraúbas – PB. Esta pesquisa se justifica diante do instável panorama social, político, administrativo e econômico em que se encontram as organizações públicas no país. Para a concretização deste trabalho, foi realizada uma pesquisa de caráter bibliográfico e exploratório, a partir de uma análise descritiva, de cunho quali-quantitativo, a qual envolveu a aplicação de questionários semiestruturados, por meio de entrevistas com 5 (cinco) grupos: funcionários públicos municipais, funcionários públicos estaduais, estudantes de ensino médio, estudantes de ensino superior e a sociedade civil. Na análise, buscou-se fazer um levantamento dos possíveis prejuízos causados pelas diversas práticas dos gestores públicos relacionadas a corrupção, patrimonialismo, nepotismo e clientelismo, bem como demonstrar a perspectiva social ante essas questões, os atores e as ações no âmbito público. Desse modo, considerou-se que a gestão pública local traz consigo ações que retroalimentam comportamentos que dificultam o pleno funcionamento da máquina pública e obstaculizam sua eficiência, eficácia e efetividade na implantação de políticas públicas.
 
Publisher Instituto Federal do Tocantins - IFTO
 
Contributor
 
Date 2020-07-01
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier http://sitionovo.ifto.edu.br/index.php/sitionovo/article/view/645
10.47236/2594-7036.2020.v4.i3.314-335p
 
Source Revista Sítio Novo; v. 4, n. 3: jul./set. 2020; 314-335
2594-7036
10.47236/2594-7036.2020.v4.i3
 
Language por
 
Relation http://sitionovo.ifto.edu.br/index.php/sitionovo/article/view/645/236
http://sitionovo.ifto.edu.br/index.php/sitionovo/article/downloadSuppFile/645/481
/*ref*/ALCADIPANI, R.; MOTTA, F. C. P. Jeitinho brasileiro, controle social e competição. RAE - Revista de Administração de Empresas, v. 39, n. 1, jan./mar. 1999.
/*ref*/ALTAMIRANO, C. Brasil é o 4º país mais corrupto do mundo, segundo Fórum Econômico Mundial. El País, Cidade do México, 6 out. 2016. Disponível em: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/10/03/internacional/1475517627_935822.html. Acesso em: 10 de mar. 2019.
/*ref*/AMORIM, I. T.; CRAVEIRO, G.; MACHADO, J. Monitoramento participativo e accountability governamental: o estudo de caso do “Cuidando de Meu Bairro”. Revue franco-brésilienne de géographie - Confins, v. 9, 2019. Disponível em: https://journals.openedition.org/confins/18367?lang=pt#tocto1n1. Acesso em: 13 maio 2020.
/*ref*/ARAÚJO, A. S. O nepotismo no Brasil e alguns conceitos de Max Weber. Revista Urutágua, n. 18, p. 101-110, 2009.
/*ref*/BARROSO, L. R. Ética e jeitinho brasileiro: por que a gente é assim? [s.l], 2017. p. 01-11. Disponível em: http://s.conjur.com.br/dl/palestra-barroso-jeitinho-brasileiro.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.
/*ref*/BARLACH, L. O jeitinho brasileiro: traço da identidade nacional? Revista Gestão & Políticas Públicas, v. 3, n. 2, 2013.
/*ref*/BARROS, M. Análise da ‘Operação Lava Jato’ a luz dos conceitos da governança corporativa. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 11, 2015, Rio de Janeiro. Anais [...] Rio de Janeiro: CNEG, 2015. p. 01-14. Disponível em: http://www.inovarse.org/sites/default/files/T_15_149_2.pdf. Acesso em: 10 ago. 2019.
/*ref*/BRASIL. Senado Federal. Constituição Federal de 1988. Brasília, 2011.
/*ref*/______. Câmara dos Deputados. Lei de Responsabilidade Fiscal. Brasília, 2014.
/*ref*/______. Decreto-Lei n.º 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Código Penal. Disponível em: http://www.oas.org/juridico/mla/pt/bra/pt_bra-int-text-cp.pdf. Acesso em: 10 maio 2019
/*ref*/______. Decreto nº 7.203, de 4 de junho de 2010. Dispõe sobre a vedação do nepotismo no âmbito da administração pública federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7203.htm. Acesso em: 13 maio 2020.
/*ref*/______. Supremo Tribunal Federal. Súmula vinculante nº 13. Brasília, DF: Supremo Tribunal Federal, [2008]. Disponível em: http://www.stf.jus.br/portal/jurisprudencia/menuSumario.asp?sumula=1227. Acesso em: 10 maio 2019.
/*ref*/BONEZZI. C. A.; PEDRAÇA. L. L. O. A nova administração pública: reflexão sobre o papel do Servidor Público do Estado do Paraná. Londrina, 2008.
/*ref*/BRUHNS, H. O conceito de patrimonialismo e suas interpretações contemporâneas. Revista Estudos Políticos, v. 3, n. 5, p. 61-77, 2012.
/*ref*/CARVALHO, J. M. Mandonismo, coronelismo, clientelismo: uma discussão conceitual. Dados, v. 40, n. 2, 1997.
/*ref*/CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. O que é nepotismo? Disponível em: https://www.cnj.jus.br/o-que-e-nepotismo/. Acesso em: 13 maio 2020.
/*ref*/FILGUEIRAS, F. A tolerância à corrupção no Brasil: uma antinomia entre normas morais e prática social. Opinião Pública, Campinas, v. 15, n. 2, p. 386-42, nov. 2009.
/*ref*/GARCIA, E. O nepotismo. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 8, n. 72, 13 set. 2003. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/4281. Acesso em: 31 mar. 2019.
/*ref*/GIACOMO, W. A. D. O New Public Management no Canadá e a gestão pública contemporânea. Interfaces Brasil/Canadá, Rio Grande, n. 5, 2005.
/*ref*/GÓES, B. C. Administração pública sob princípio da eficiência. Rio de Janeiro. Monografia (Pós-graduação Direito) -Escola da Magistratura do Rio de Janeiro, 2010.
/*ref*/GOMES. J. V. L. Os brasileiros frente à corrupção: um estudo sobre comportamento político. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIA POLÍTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL, 1, 2015, Porto Alegre. Anais [...] Porto Alegre: SICP, 2015.
/*ref*/INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Banco de dados, Cidades. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pb/caraubas/panorama. Acesso em: 12 maio 2020.
/*ref*/KEINERT, T. M. M. Os Paradigmas da Administração Pública no Brasil. RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 34, n. 3, p. 41- 48, maio/jun. 1994.
/*ref*/LIMA, P. D. B. Excelência em gestão pública: a trajetória e a estratégia do gespública. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2013.
/*ref*/MADRID, D. M. Corrupção: do patrimonialismo à “banalização do mal” por meio da violação dos direitos fundamentais. Paraná, 2012. p. 01-27. Disponível em: http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=41f1f19176d38348. Acesso em: 20 abr. 2019.
/*ref*/MARTINS, M. H. O que é gestão pública? São Paulo, 1º out. 2005. Disponível em: http://gestaopublica.net/blog/o-que-e-gestao-publica/. Acesso em: 10 ago. 2019.
/*ref*/MESSAGI, A. Planejamento orçamentário na administração pública: estudo de caso da Prefeitura de Osório. Orório, 2010.
/*ref*/MIGUEL, L. F. COUTINHO, A. A. A. A crise e suas fronteiras: oito meses de" mensalão" nos editoriais dos jornais. Opinião pública, v. 13, n. 1, p. 97-123, 2007.
/*ref*/MORES. G. V. A corrupção no Brasil: um estudo sobre os possíveis determinantes econômicos, políticos e sociais. 4º Concurso de Monografias da CGU – Edição 2009. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/273927433_A_corrupcao_no_Brasil_um_estudo_sobre_os_possiveis_determinantes_economicos_politicos_e_sociais. Acesso em: 15 maio 2019.
/*ref*/OLIVEIRA, D. P. R. Administração pública: foco na otimização do modelo administrativo. São Paulo: Atlas, 2014.
/*ref*/OPERAÇÃO Carne Fraca: Polícia Federal indicia mais de 60 pessoas. G1 Paraná e RPC, 15 abr. 2017. Disponível em: http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/operacao-carne-fraca-policia-federal-indicia-mais-de-60-pessoas.ghtml. Acesso em: 10 ago. 2019. PASCARELLI FILHO, M. A nova administração pública: profissionalização, eficiência e governança. São Paulo: DVS Editora, 2011.
/*ref*/PASE, H. L.; MÜLLER, M.; MORAIS, J. A. O clientelismo nos pequenos municípios brasileiros. Pensamento plural, n. 10, p. 181-199, 2012.
/*ref*/PAULO FILHO, M.; LOMBARDO, V. J.; COELHO, A. F. Acesso ao poder: clientelismo e democracia participativa. Desconstruindo uma dicotomia. Civitas – Revista de Ciências Sociais, v. 4, n. 2, p. 211-233, 2004.
/*ref*/PEREIRA, L. C. B. Administração pública gerencial: estratégia e estrutura para um novo Estado. ENAP, 1996.
/*ref*/PIMENTELA, I. A. Corrupção no Brasil e a atuação do Ministério Público. 2014. 129 f. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2014.
/*ref*/PORTELA JÚNIOR, A. Florestan Fernandes e o conceito de patrimonialismo na compreensão do Brasil. PLURAL - Revista do Programa de Pós‑Graduação em Sociologia da USP, São Paulo, v. 19.2, p. 9-27, nov. 2012.
/*ref*/SANTOS, A. C. M. A administração pública gerencial. [s.l], 2003.
/*ref*/SANTOS, C. S. Introdução à gestão pública. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2014. 384 p.
/*ref*/SILVA, A. M. C.; SANTOS, P. R. P.; RIBEIRO, C. M. Influência da corrupção agregada no desenvolvimento social e na geração de riqueza dos países do Mercosul. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 13, p. 75-85, 28 nov. 2019. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rco/article/view/158512. Acesso em: 13 maio 2020.
/*ref*/SILVEIRA, D. B. Patrimonialismo e a formação do estado brasileiro: uma releitura do pensamento de Sergio Buarque de Holanda, Raymundo Faoro e Oliveira Vianna. CONPEDI - Conselho Nacional de Pós-Graduação em Direito, v. 1, p. 203-223, 2006.
/*ref*/SOUZA, Celina. Políticas Públicas: uma revisão de literatura. Sociologias, Porto Alegre, v. 8, nº 16, p. 20-45, jul./dez. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/soc/n16/a03n16. Acesso em: 14 maio 2020.
/*ref*/TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. Compreendendo a Lei da Ficha Limpa. Beatriz Maria do Nascimento Ladeira. Disponível em: http://www.tse.jus.br/o-tse/escola-judiciaria-eleitoral/publicacoes/revistas-da-eje/artigos/revista-eletronica-eje-n.-4-ano-5/digressoes-sobre-as-doacoes-de-campanha-oriundas-de-pessoas-juridicas. Acesso em: 11 maio 2020.
 
Rights Direitos autorais 2020 Revista Sítio Novo
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library