Os conceitos de mutirão e assentamento: ideias para a segunda Abolição

Ítaca

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Os conceitos de mutirão e assentamento: ideias para a segunda Abolição
 
Creator brito, kwame ankh thiago
Medeiros, Claudio
 
Subject Filosofia; História
Ética; Filosofia Africana; Filosofia Experimental Brasileira; Achille Mbembe; Muniz Sodré; Luiz Antônio Simas
 
Description Mutirão e assentamento, ambos invocam ancestralidades banto, nagô e cabocla: o mutirão quando nos ensina uma forma de trabalho que não implica servidão e animalidade, o assentamento quando contrai por metáfora espacial o solo mítico da origem e faz equivaler-se a uma parte do território histórico da diáspora. Ambas ideias para a segunda abolição, práticas de rasura naquilo que Ronnielle Singular denomina “transcolonização de si mesmo”.
 
Publisher Universidade Federal do Rio de Janeiro
 
Contributor
 
Date 2020-06-18
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

 
Format application/pdf
 
Identifier https://revistas.ufrj.br/index.php/Itaca/article/view/31064
 
Source Ítaca; n. 36 (2020): Edição Especial - Filosofia Africana; 103 - 135
Ítaca; n. 36 (2020): Edição Especial - Filosofia Africana; 103 - 135
1679-6799
1519-9002
 
Language por
 
Relation https://revistas.ufrj.br/index.php/Itaca/article/view/31064/19768
/*ref*/BENJAMIN, W. Walter Benjamin: aviso de incêndio: uma leitura das teses Sobre o conceito de história. Trad. Wanda Brant, Jeanne Marie Gagnevin, Marcos Müller. São Paulo: Boitempo, 2005.
/*ref*/FELIX, João Batista de Jesus. HIP-HOP: cultura e política no contexto paulistano. Curitiba: Appris, 2018.
/*ref*/GONZALEZ, Lélia. Mulher Negra. In NASCIMENTO, Elisa Larkin. Guerreiras de Natureza: mulher negra, religiosidade e ambiente. São Paulo: Selo Negro, 2008, p. 29-48.
/*ref*/KASHINDI, Jean-Bosco Kakozi. Ubuntu Como ética africana, humanista e inclusiva. Cardernos IHUideias, São Leopoldo, n° 254, vol. 15, p. 03-24, 2003.
/*ref*/KOJÈVE, A. Introdução à leitura de Hegel. Trad. Estela dos S. Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto: EDUERJ, 2002.
/*ref*/LUKÁCS, Gyorg; História e consciência de classe: estudos sobre a dialética marxista. Trad. Rodney Nascimento. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
/*ref*/LUZ, Marco Aurélio. Agadá: Dinâmica da Civilização Africano-Brasileira. 4a edição. Salvador: EDUFBA, 2017.
/*ref*/MARX. Manuscritos econômico-filosóficos. Trad. Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2004.
/*ref*/MARX. O Capital – Livro I. Trad. Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013.
/*ref*/MBEMBE, A. Crítica da Razão Negra. Trad. Marta Lança. Lisboa: Antígona, 2014.
/*ref*/MBEMBE, A. Sair de grande noite: Ensaio sobre a África descolonizada. Trad. Narrativa Traçada. Luanda: Edições Mulemba, 2014.
/*ref*/NABUCO, J. O abolicionismo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.
/*ref*/NASCIMENTO. Wanderson Flor do. Manifestações afro-brasileira: cosmopercepções e religiosidades africanas no Brasil. In KOMINEK, Andrea Maila Voss; VANALI, Ana Crhistina (Orgs.). Roteiros temáticos da diáspora: caminhos para o enfrentamento ao racismo no Brasil. Porto Alegre: Editora Fi, 2018, p. 501-518.
/*ref*/NORONHA, L. Malandros: notícias de um submundo distante. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.
/*ref*/Partido Alto. Dirigido por Leon Hirszman. 1982; Rio de Janeiro, Brasil: Embrafilme, 1982.
/*ref*/PATROCÍNIO, José do. Gazeta de Notícias, 6 de setembro de 1880.
/*ref*/POSSIDONIO, E. Entre ngangas e manipansos. Salvador: Sagga, 2018.
/*ref*/PRANDI; VALLADO; SOUZA. “Candomblé de Caboclo em São Paulo”. In: PRANDI, Reginaldo (Org.). Encantaria brasileira: o livro dos mestres, caboclos e encantados. Rio de Janeiro: Pallas, 2004.
/*ref*/REBOUÇAS, A. Conferederação abolicionista: abolição imediata e sem indenização. Panfleto n. 1. Rio de Janeiro: Typ. Central, 1883.
/*ref*/SANTANA, Tiganá. A cosmologia africana dos bantu-kongo por Bunseki Fu-Kiau: tradução negra, reflexões e diálogos a partir do Brasil. Tese (Doutorado em Estudos da Tradução) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. São Paulo, p. 233. 2019.
/*ref*/SANTOS, Juana Elbin dos. Os Nàgô e a morte: Pàde, Àsèsè e o culto Égun na Bahia. Trad. UFBA. 14 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.
/*ref*/SIMAS, L; RUFINO, L.. A. Fogo no mato: a ciência encantada das macumbas. Rio de Janeiro: Mórula, 2018.
/*ref*/SODRÉ, M. O terreiro e a cidade: a forma social negro-brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 2002.
/*ref*/SODRÉ, M. Samba, o dono do corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.
/*ref*/SOUZA, Ana Lúcia Silva. Letramentos de reexistência: Poesia, Grafite, Música, Dança: hiphop. São Paulo: Editora Parábola, 2011.
/*ref*/THEODORO, Helena. O negro no espelho. Tese (Tese em filosofia) – Universidade Gama Filho. Rio de Janeiro, p. 258. 1985.
/*ref*/WELLER, Wivian. Minha voz é tudo o que eu tenho: manifestações juvenis em Berlim e São Paulo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.
 
Rights Direitos autorais 2020 thiago brito, Claudio Medeiros
http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library