Partos cesáreas: análise pela classificação de Robson x experiências de puérperas do Sistema Único de Saúde (SUS) assistidas no Hospital Santa Lucinda de Sorocaba-SP

Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Partos cesáreas: análise pela classificação de Robson x experiências de puérperas do Sistema Único de Saúde (SUS) assistidas no Hospital Santa Lucinda de Sorocaba-SP
 
Creator Novo, Joe Luiz Vieira Garcia
Vale, Maria Júlia Varges do
Zanoni, Raísa Arantes de Arruda
 
Subject
gravidez; classificação de Robson; parto cesárea

 
Description INTRODUÇÃO: O parto cesárea assumiu importância indiscutível e adequada para a resolução de uma série de condições obstétricas específicas, que requeiram a interrupção da gravidez como única maneira de preservar a saúde materno e/ou fetal. Devido a isto, nota-se o aumento exponencial de suas taxas mundiais. Contudo, a OMS declarou que este aumento não está relacionado intimamente com a redução da mortalidade materna e faltam-se estudos nos quais sejam relacionados os dados psicossociais da paciente a este tipo de parto. OBJETIVOS: Assim, o intuito desta pesquisa foi realizar estudo abrangendo os partos cesáreas realizados segundo a classificação de Robson, associando-o às experiências e/ou impressões das pacientes submetidas aos procedimentos cirúrgicos da maternidade do Hospital Santa Lucinda de Sorocaba (HSL), com o fito de planejar novos enfoques para a saúde da mulher brasileira. METODOLOGIA: Esta pesquisa, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa Seres Humanos da FCMS-PUC/SP, foi um estudo documental, descritivo, com coleta de dados de 96 puérperas de parto cesáreas, no período de 01/08/2018 a 20/07/2019, através de questionário psicométrico tipo Likert e de dados de prontuários em estudo prospectivo, utilizando-se formulário próprio para as anotações dos dados colhidos. RESULTADOS: Após análises estatísticas realizadas por teste de Qui-quadrado para tabelas de contingência e correções mediante simulação de Monte Carlo, notou se que o cruzamento de dados entre Classificação de Robson e experiências das puérperas não obteve significância estatística, com valores na maior parte das vezes de p>0,05. CONCLUSÕES: Consequentemente, conclui-se que a classificação de Robson não possuiu relação de significância com as variáveis questionadas, no entanto, a classificação de Robson, quando desmembrada em seus quesitos constituintes - paridade, idade gestacional, início de TP, apresentação fetal e número de fetos –, apresenta extensa significância, demonstrando que experiências passadas influenciam fortemente na vivência e nas experiências presentes da gestação de cada mulher.
 
Publisher Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
 
Contributor
 
Date 2019-12-02
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

"Anais SUMEP"
 
Identifier http://revistas.pucsp.br/RFCMS/article/view/46254
 
Source Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba; v. 21, Supl., out. 2019. 36º Congresso da SUMEP
1984-4840
1517-8242
 
Rights Direitos autorais 2019 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba
https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library