Doença de Addison

Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Doença de Addison
 
Creator Gozzano, José Otávio Alquezar
Gozzano, Maria Luiza Coelho
Gozzano, Maria Carolina Coelho
 
Subject
Doença de Addison; insuficiência adrenal primária

 
Description INTRODUÇÃO: A insuficiência adrenal primária - doença de Addison (DA) é uma doença crônica rara, decorrente da lesão das glândulas adrenais, geralmente por destruição de 90% ou mais destas, provocando deficiência de glicocorticoides, mineralocorticoides e andrógenos. No Brasil, a etiologia autoimune é a mais prevalente. O diagnóstico da DA costuma ser tardio, e é confirmado a com as dosagens de cortisol basal e ACTH. RELATO DE CASO: Paciente do sexo masculino, 41 anos, procura atendimento médico devido a força muscular globalmente diminuída há algumas semanas, acompanhado de perda de peso, com sintomas gastrointestinais e sintomas de depressão. Ao exame físico, importante diminuição da força motora, pele áreas de hiperpigmentação em região dorsal das costas. Aos exames, apresentou eletromiografia sem alterações, cortisol basal 7,81(valor de referência: 5- 25mcg/dl), ACTH: 76,2pg/ml (valor referência do laboratório: 6-46), DHL: 400 (valor de referência: 240-480 U/L), TSH: 3,01 (valor de referência: 0,45-4,5mUI/l), anti-DNA: não reagente. Hipótese diagnostica: DA. Como conduta, foi prescrito decadron. Retorno em 2 semanas com melhora significativa do quadro geral e da força muscular. DISCUSSÃO: A DA pode manifestar-se de forma aguda ou crônica, dependendo da velocidade da perda de córtex adrenal funcional. As manifestações clínicas mais comuns são gastrointestinais, hiperpigmentação cutânea (mais específica da DA), hipotensão postural e astenia, anorexia, perda de peso presentes em 100% dos casos. O diagnóstico da DA pode ser feito apenas com dosagens séricas basais de cortisol, que se encontram reduzidos ou normais, e de ACTH aumentados. Na presença de ACTH elevado e níveis séricos baixos de cortisol levam a hipótese de insuficiência adrenal. O tratamento tem por objetivo suprir a deficiência de glicocorticoide e mineralocorticoide. CONCLUSÃO: A doença de Addison é rara e sua sintomatologia inicial inespecífica leva a um retardo do diagnóstico e tratamento. É importante se atentar aos principais sinais, assim como os exames relacionados aos hormônios relacionados ao colesterol para o diagnostico precoce e prevenção do avanço da doença.
 
Publisher Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
 
Contributor
 
Date 2019-12-02
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion

Avaliado pelos pares
 
Identifier http://revistas.pucsp.br/RFCMS/article/view/46265
 
Source Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba; v. 21, Supl., out. 2019. 36º Congresso da SUMEP
1984-4840
1517-8242
 
Rights Direitos autorais 2019 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba
https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library