Prescriptive, idealized standard norm and alternative usage-based norm and linguistic hybridity in translated articles from New York Times

Cadernos de Tradução

View Publication Info
 
 
Field Value
 
Title Prescriptive, idealized standard norm and alternative usage-based norm and linguistic hybridity in translated articles from New York Times
Norma padrão, norma culta e hibridismo linguístico em traduções de artigos do New York Times
 
Creator Amorim, Lauro Maia
di Santi, Bianca Trindade
 
Subject
Translation; Journalistic texts; Hybrid linguistic norms

Estudos da Tradução; Sociolinguística Aplicada à Tradução
Tradução; Textos jornalísticos; Normas linguísticas híbridas
Tradução e Normas linguísticas
 
Description This article presents results from a study on hybrid linguistic norms in translated articles from New York Times made available on UOL website. According to Faraco (2008) and Bagno (2012), there is a difference between norma padrão (a prescriptive norm, but not based on usage) and norma culta (an alternative, usage-based norm). The first one combines normative rules that determine correct linguistic forms, but generally hard to follow by most users, while the second one brings together a set of linguistic forms frequently employed by users, because they are more intuitively accessible, although not subscribed by the conservative standard norm (norma padrão) commonly taught in grammar books and in writing style manuals. The research was meant to verify if journalistic texts translated from English have been as permeable to linguistic forms not subscribed by the prescriptive standard norm, as the ones originally written in Portuguese have proven to be.
Este artigo traz resultados de uma pesquisa envolvendo um estudo sobre normas linguísticas híbridas em artigos jornalísticos do New York Times, traduzidos, para o português, e veiculados no site UOL. Segundo Faraco (2008) e Bagno (2012), há uma diferença entre a norma padrão e a norma culta, sendo a primeira aquela que reúne regras que prescrevem formas linguísticas a serem seguidas de acordo com um modelo idealizado de língua, mas difícil de ser seguido pela maioria dos usuários; e a segunda, aquela que reúne o conjunto de formas linguísticas que são, de fato, empregadas por muitos escreventes, sendo, portanto, mais acessíveis intuitivamente, embora não aceitas pela tradição gramatical conservadora representada pela norma padrão, comumente divulgada em compêndios gramaticais e manuais de estilo.  Pretende-se avaliar se seria possível afirmar que textos jornalísticos traduzidos do inglês, semelhante ao que já comprovadamente ocorre com textos jornalísticos originalmente escritos em português, são igualmente permeáveis a formas linguísticas não abonadas pela norma padrão.
 
Publisher Universidade Federal de Santa Catarina
 
Contributor
PIBIC-Reitoria (UNESP)
 
Date 2019-09-12
 
Type info:eu-repo/semantics/article
info:eu-repo/semantics/publishedVersion




Pesquisa empírica
 
Format application/pdf
 
Identifier https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/2175-7968.2019v39n3p111
10.5007/2175-7968.2019v39n3p111
 
Source Cadernos de Tradução; v. 39, n. 3 (2019): Edição Cadernos de Tradução 39.3 (Regular); 111-131
2175-7968
 
Language por
 
Relation https://periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/2175-7968.2019v39n3p111/40843
 
Rights Direitos autorais 2019 Cadernos de Tradução
 

Contact Us

The PKP Index is an initiative of the Public Knowledge Project.

For PKP Publishing Services please use the PKP|PS contact form.

For support with PKP software we encourage users to consult our wiki for documentation and search our support forums.

For any other correspondence feel free to contact us using the PKP contact form.

Find Us

Twitter

Copyright © 2015-2018 Simon Fraser University Library